O Atlético venceu o Cascavel por 2 a 0 e a vitória, embora pudesse vir com facilidade, foi suada, em mais uma atuação que convenceu a torcida. Lucas marcou o primeiro e Adaílton o segundo, o número 1 desde a sua chegada ao Furacão, depois de entrar em campo no lugar de Guerrón.

O resultado positivo, porém, não foi o bastante para dar tranquilidade para a torcida, que segue na bronca com as apresentações do time. “Não está fácil. Estamos crescendo a cada partida e o importante é vencer, e não jogar bem e perder”, afirmou Madson, que prefere destacar a vitória do Rubro-negro. “Não adianta jogar bastante, ter 90% da posse da bola e no final o resultado ser do adversário. Não foi excepcional, mas o que vale são os três pontos”, frisou.

Para Geninho, o time não tem valorizado a posse de bola, o que tem gerado cansaço ao longo da partida. O treinador defende a melhora do time em alguns pontos básicos na técnica. “Na hora que esse time tiver uma evolução mais consciente, com certeza a pressão do adversário vai ser menor. Muda-se muito futebol em termos táticos e de regra, mas ainda se joga com uma bola só. Quem tem a bola não corre perigo”, destacou o treinador.