Ouça o áudio

O presidente do Atlético, Marcos Malucelli, concedeu entrevista exclusiva na tarde desta terça-feira, onde negou que esteja planejando demitir o diretor de futebol, Ocimar Bolicenho. De acordo com o presidente, não há intenção alguma de fazer alterações no departamento de futebol do clube.

“Eu tenho pleno conhecimento que essa posição de manter o Ocimar se volta contra mim, mas eu também sei que isso parte de pessoas que desde o ínicio foram contra a vinda do Ocimar, alegando que ele seria um paranista dentro do Atlético, quando na verdade ele é um profissional de futebol. E ele é um excelente profissional naquilo que ele faz, um dos melhores do Brasil. Ele é uma pessoa da minha absoluta confiança e tem todo o meu apoio”, disse o dirigente.

Além disso, Malucelli revelou que o zagueiro Manoel e o meia Madson serão multados em seus respectivos salários. Manoel foi infantilmente expulso aos 8 minutos do primeiro tempo no clássico Atletiba, prejudicando o Atlético no decorrer da partida, que resultou em 3 a 0 para o Coritiba. Já o meia Madson vai ser punido por ter faltado ao treinamento de hoje. O jogador estava em Santos e alegou ter perdido o voo de volta para Curitiba.

“Não tem conversa. Jogador expulso por motivo fútil, como o caso do Manoel, é punido sempre. Não será a primeira vez, porque não foi a primeira expulsão dele. O Madson telefonou, apresentou a justificativa e cabe ao departamento de futebol analisar se é boa ou não a justificativa. Mas o dia sem trabalhar certamente será descontado”, afirmou o presidente.

Malucelli admitiu que a expulsão de Manoel prejudicou o Atlético no clássico Atletiba, mas que ele é patrimônio do clube e será preservado pois ficou muito abalado emocionalmente: “O Manoel tem 20 anos, não tem nem dois anos de profissional e ainda tem muito o que aprender. Ele pecou e o clube foi prejudicado, porque jogou um clássico com um atleta a menos. Ele entendeu, pediu desculpas. Isso não retira a culpa dele, mas é bom ele ter assumido que errou. O grupo aceitou as desculpas dele. Aplicamos a penalidade das nossas normas e vamos dar suporte para ele se recuperar emocionalmente”.