Com a suspensão de Guerrón, quem deve ser titular no jogo de amanhã, contra o Paranavaí, é o atacante Lucas, que nas últimas partidas do Atlético acabou ficando no banco de reservas. Com 31 anos, o jogador disse não se incomodar em ter ficado esse tempo na reserva e demonstra motivação para a partida deste sábado.

“A partir do momento que você alcança uma certa idade, você pensa mais no grupo do que individualmente. Quando você tem o pensamento de querer ajudar o grupo, todo mundo é importante e eu me sinto importante para o grupo. Eu tenho vontade de jogar, mas lido bem com essa situação. A cada treino você tem que fazer por onde para ser titular”, disse.

O Atlético está a cinco pontos de distância do Coritiba, mas Lucas confia que ainda é possível ser campeão do segundo turno do estadual. “A gente pensa só em nós aqui. O Coritiba vem num bom momento, mas isso não nos atinge porque a gente está em evolução também. A gente gostaria de estar bem melhor, mas o ano é longo e ainda podemos conquistar muitas coisas”, completou o atacante.

Por fim, o atleta garantiu que não haverá corpo mole na partida de amanhã: “Não dependemos só da gente, mas temos que vencer porque matematicamente ainda temos chance. E enquanto tivermos chances, vamos em busca. A gente sabe da nossa responsabilidade de vencer todos os jogos. A vontade de vencer é em todos os jogos”