Após a vergonhosa derrota para o desconhecido Rio Brance, do Acre, por 2 a 1 logo na estreia da Copa do Brasil, os jogadores atleticanos saíram de campo admitindo que a equipe teve uma péssima atuação, mas que pelo menos conseguiu marcar um gol fora de casa. Uma vitória simples por 1 a 0, no jogo de volta na Arena da Baixada, classifica o Furacão para a próxima fase da competição.

“Não é da maneira que nós queríamos, mas diante das circunstâncias uma vitória simples nos classifica à próxima fase. Futebol é complicado, não podemos colocar o foco todo nos gols perdidos, o jogo inteiro foi ruim. Começamos até bem mas tivemos um apagão que acabou resultando nessa derrota lamentável”, afirmou o atacante Lucas, que ontem jogou de capitão, na ausência do meia Paulo Baier, lesionado.

Além disso, Lucas defendeu o elenco atleticano que vem sofrendo sucessivas derrotas inesperadas e assumiu ter parcela de culpa no resultado ruim de ontem: “Eu não vou procurar desculpas ou justificativas, assumo minha culpa e responsabilidade e ao mesmo tempo defendo esse grupo. Ele pode estar desacreditado mas tem qualidade, a Copa do Brasil possui dessas surpresas onde acabamos sendo surpreendidos por uma equipe desconhecida mas temos de saber lidar com a responsabilidade disso”.