Fim de Campeonato Paranaense com um saldo nada positivo: queda para a Série Prata do estadual. Para o Tricolor, a chegada de reforços e a dispensa de quem não vem se apresentando bem é uma das medidas que a diretoria deve tomar para tentar não repetir o fiasco na Segunda Divisão do Brasileiro. Para o atacante Léo, essa renovação é necessária e deve trazer benefícios para o time, mas ele não esconde a tristeza em ver o grupo se desmanchando.

“A gente fica triste pelos companheiros que se foram, mas feliz pelos que vão chegar pra ajudar a gente. Quem for vir e se doar, vai ser bem vindo, sempre”, garante, destacanto que as lembranças da queda incomodam, mas já estão ficando pra trás. “A gente tem que esquecer o primeiro turno do paranaense e focar na Série B que é o mais imporatnte agora”, destaca o atacante. “A gente se abala um pouco, mas tem que superar o mais rápido possível”, emenda.

Quanto à sua permanência no grupo que segue no Paraná Clube na temporada, o atacante, vindo Internacional, não dá nenhuma garantia. “Não posso garantir, isso é o meu empresário que decide. A expectativa é ficar aqui”, desconversa.