Faltando ainda duas rodadas o Coritiba precisa de um precioso ponto para conquistar o título do segundo turno, e consequentemente, do Paranaense 2011. O próximo compromisso é diante do Atlético-PR e na última rodada o adversário é o Cianorte, equipe que busca o título do interior. O volante Léo Gago, que vive um bom momento com a camisa alviverde, mantém os pés no chão e fala que é preciso manter a cautela e a união da equipe.

Por isso, independente da sequência de vitórias, o trabalho está focado na conquista. “É nosso foco. Um dos nossos objetivos. Espero que a gente possa conseguir esse título que seria muito importante para o Clube”, revela o volante.

E a expectativa é grande também em torno do primeiro gol do atleta, que não se pressiona com isso, e coloca a conquista do grupo acima de qualquer mérito pessoal. “Eu quero o título. Se fizer um gol, claro que será muito importante, mas isso se não acontecer não terá problema, porque quero o título”, avalia.

A força do grupo é fator determinante, que se mantiver, pode fazer a diferença. “Vivemos um ambiente muito, muito, muito bom mesmo. Não tem nada que tirar, nem por. O nosso objetivo é manter esse ritmo que a gente vem tendo nos jogos, com vitórias. Vamos focar em não perder jogo, tentar ganhar sempre e empatar pelo menos”, conta. “O Coritiba formou uma família. Um grupo que não tem vaidades e todos se respeitam. Além de tudo é um grupo que trabalha muito e quem trabalha colhe frutos”, emenda.

O envolvimento com o técnico Marcelo Oliveira também contribui para formar um grupo com qualidade. “Ele brinca bastante com a gente e a gente bastante com ele. Temos que agradece-lo pela forma que ele nos respeita e pela oportunidade que estamos vivendo”, finaliza.