Após a derrota por 4 a 2 para o Coritiba, o técnico interino Leandro Niehues elogiou o atual momento do adversário, mas disse que gostou de alguns pontos na equipe rubro-negra. Para o treinador, o gol alviverde no início do jogo foi determinante para o resultado final. “O Coritiba vive um momento muito bom e como eles fizeram gol no começo e aí melhoraram bem mais em campo”, disse.

Niehues acredita que vários erros levaram o Atlético a perder o primeiro turno do estadual: “O que fica são os resultados, mas precisamos usar situações como as de hoje e melhorar. Tivemos situações que eu não vou passar aqui e precisamos resolver internamente. Eu sabia que a gente podia fazer um bom jogo, e tivemos bons momentos na partida, mas no geral o Coritiba foi melhor. Não perdemos o campeonato hoje, não ponho a culpa no passado. Nós fomos atrás do resultado, mas levamos gols em bolas paradas”.

Por fim, o treinador explicou as substituições realizadas durante a partida, como a saída de Paulo Baier e a entrada de Héracles. Niehues revelou que Paulo Baier quase não voltou para o segundo tempo, pois sentiu dores no músculo adutor da coxa, e só retornou à campo porque queria ajudar a equipe. “Ele foi até o limite dele e já me passaram que ele nem viaja pro Acre”, completou.

Sobre a saída de Vítor, Niehues explicou que foi em função do cartão amarelo que o jogador havia recebido. “Pra jogar contra o Coritiba você precisa jogar no campo deles, e quando fizemos isso nós criamos oportunidades. Por isso o Héracles entrou para fazer as jogadas pelo lado esquerdo. Hoje não era um jogo pra por 3 atacantes, teria que trabalhar a bola porque eles tem jogadores muito bons, mas quando eles são atacados, eles também têm dificuldades e não voltam tanto, mas o sistema defensivo deles tá melhor encaixado que o nosso e aí eles puxavam os contra-ataques”, finalizou.