Confiança no elenco é o que demonstra o interino Leandro Niehues para o Atletiba de número 344. O técnico conta com os retornos de Madson, Lucas e Rafael Santos para apartida, que acontece no próximo domingo (20), às 18h30 e define os rumos do Campeonato Paranaense, já que um empate basta para que o Coxa conquiste o primeiro turno. Na história dos clássicos, a vantagem é alviverde, que venceu 131 partidas, contra 108 triunfos do Rubro-negro.

“Números sempre são determinantes. A gente sabe que é uma equipe altamente qualificada, mas conseguimos, por mérito, chegar nesse Atletiba fazendo ele valer alguma coisa. Vamos jogar uma responsabilidade também pra cima do Coritiba. A gente tá tranquilo, sabendo da nossa responsabilidade”, afirmou o treinador. “O time tá mais encaixado. O melhor momento é do Coritiba, mas não vamos fugir da nossa responsabilidade”, garantiu.

Kléberson

O interino, que já trabalhou com o volante Kléberson no início da carreira, comemorou o retorno do jogador ao Furacão. Quanto à entrada do jogador no clássico, Niehues fez mistério. “Temos o prazer de reencontrar o Kléberson aqui pois acompanhei a trajetória dele”, citou. Independente de ele ter ou não condições de atuar domingo, só de saber que ele é um reforço é bom, pro Atlético, pra torcida e pro futebol paranaense. É importante a gente valorizar o que é nosso”, disse o interino.

O volante ainda depende do registro no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e de um parecer positivo da comissão técnica do Furacão quanto à sua forma física para poder, de novo, entrar em campo com a camisa do Atlético.