Da Redação

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tentou derrubar a liminar que garantiu a presença do Cianorte na Série C do Campeonato Brasileiro de 2014, mas não teve sucesso. Nesta sexta-feira (31), a Justiça Comum negou o recurso da entidade e manteve a decisão que havia sido expedida no último dia 16.

A tentativa da CBF foi frustrada pelo juíz João Antônio de Marchi, da 6ª Câmara Cívil do Tribunal de Justiça do Paraná, que recebeu o caso e julgou o pedido improcedente. Assim, o Leão do Vale segue com a 21ª vaga da competição nacional – novas medidas judiciais ainda podem acontecer.

Recurso-CBF

Caso o Cianorte não seja incluído na Série C, a CBF será multada em R$ 100 mil por dia a partir do momento em que a tabela for divulgada, o que deve acontecer em cerca de 20 dias.

O caso Cianorte

O time do noroeste do Paraná recorreu à Justiça para jogar a Série C deste ano alegando que a CBF infringiu o Estatuto do Torcedor, que prevê que o regulamento de uma competição deve ser o mesmo em duas edições. De 2013 para 2014, no entanto, houve uma mudança porque ao invés de 21 participantes o nacional seria com 20 clubes. Essa vaga excluída seria justamente do Cianorte, quinto colocado da última Série D.

“Alegamos que a Série C de 2013 teve 21 participantes e não poderia ter alteração de uma hora para outra. É preciso que se repita duas vezes, então nada mais justo que em 2014 também tenha 21 participantes”, explicou o Dr. Juliano Tetto, advogado responsável por defender Leão do Vale, à Banda B após o primeiro julgamento.

Notícias relacionadas:

Cianorte ganha liminar na Justiça Comum e jogará Série C do Brasileiro em 2014