O baixo rendimento até agora dentro do Campeonato Paranaense rende ao Paraná uma estatística nem um pouco boa. Junto com o Grêmio Prudente, o Tricolor tem a defesa mais vazada entre todos os times das Séries A e B do Brasileirão.

Em 21 partidas – entre Estadual e Copa o Brasil -, o Paraná já tomou 37 gols. A média é de 1,76 gol sofrido por jogo. O Grêmio Prudente também sofreu os mesmos 37 gols, mas em 20 partidas, o que representa uma média de 1,85 gol por jogo.

Destes 37 gols levados pelo Paraná, 10 deles foram dentro da Vila Capanema, e os outros 27 fora de casa. Em três jogos, o Tricolor sofreu quatro gols ou mais de uma só vez. Somente em quatro partidas o Paraná não viu a sua defesa ser vazada.

As falhas da zaga tricolor em 2011 são um dos motivos que já levou o Paraná a testar sete jogadores diferentes no setor em apenas quatro meses. Rafael Vaz, Rodrigo Defendi, Luciano Castan, Leandro Silva, Wellington, Carlinhos e Onildo já tiveram a missão de compor o sistema defensivo paranista. Destes, os três últimos já nem fazem mais parte do elenco tricolor.

Depois de Paraná e Grêmio Prudente, a pior defesa está na Série A, e é a do rival Atlético. O Furacão já sofreu 30 gols em 21 partidas – média de 1,42 gol levado por jogo. O Avaí sofreu 29 gols em 19 partidas – média de 1,52 por jogo.

Na Série B as piores defesas são as de Guarani e Portuguesa. Ambas já sofreram 26 gols em 2011 – médias de 1,13 e 1,36 gol tomado por partida, respectivamente.

A melhor defesa do Brasil até agora é a do Palmeiras. O time paulista sofreu apenas 8 gols em 20 jogos disputados.