Depois de passar 29 partidas invicto, com 24 vitórias seguidas, o Coritiba perdeu sua primeira partida no ano na última quarta-feira (placar de 2 a 0 para o Palmeiras). Mesmo assim, o Verdão avançou para a semifinal da Copa do Brasil pois havia vencido o jogo de ida por 6 a 0. Agora, o Coxa enfrenta o Ceará, na próxima quarta-feira, em Fortaleza.

Para o lateral direito Jonas, os números e recordes conquistados não eram o mais importante, já que agora a equipe quer alcançar o título inédito da Copa do Brasil. “Agora começou tudo do zero, mas esta invencibilidade não nos preocupava muito, era tudo fruto do nosso trabalho. Agora vamos encarar o Ceará, e procurar chegar à final da Copa do Brasil. Não somos imbatíveis e a derrota veio em uma hora boa”, disse.

O elenco coxa-branca treina amanhã de manhã e viaja à tarde para Fortaleza, onde realiza mais um treinamento na terça-feira. E Jonas promete empenho e trabalho forte para que o Coritiba volte do nordeste com um bom resultado, e se possível, com a classificação bem encaminhada para a grande final desta competição.

“Temos que manter o que estamos fazendo. Diante do Palmeiras deixamos a desejar um pouco, mas é retomar aquilo que vínhamos fazendo este ano, mantendo os pés no chão e trabalhando firme para chegar à final”, finalizou Jonas.

Escalação

O técnico Marcelo Oliveira não faz mistério e já definiu a escalação do Coritiba para a partida contra o Ceará. Sem poder contar com Bill, suspenso, quem entra no ataque coxa-branca é Leonardo. O volante Léo Gago e o meia Rafinha voltam ao time depois de cumprirem suspensão automática. Os dois ficam com as vagas de Willian e Éverton Ribeiro.

“Não tem mistério, o Bill não jogando entra o Leonardo, e também teremos as voltas do Léo Gago e do Rafinha. Então será o time que vinha jogando normalmente, apenas com esta modificação e com o Demerson seguindo na zaga”, explicou o treinador.Com isso, o Coxa vai a campo na quarta-feira, às 21h50, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, com a seguinte formação: Edson Bastos; Jonas, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Rafinha e Davi; Leonardo e Anderson Aquino.