Se a torcida brasileira não ficou nada satisfeita com a atuação da Seleção, que apenas empatou em 0 a 0 com a fraca Venezuela na estreia da Copa América, o mesmo não se pode dizer dos jogadores que participaram da partida. Apesar de admitirem que o empate foi frustrante, os atletas acreditam que a equipe canarinha fez um bom jogo na tarde deste domingo, no estádio Ciudad de La Plata, na Argentina.

“Acho que fizemos um excelente jogo, mas faltaram os gols. Temos a semana toda para trabalhar agora. A ansiedade atrapalhou”, disse o volante Ramires, que saiu lesionado no segundo tempo. “Não é o resultado que a gente esperava. O primeiro tempo foi bom, criamos chances, só faltou botar a bola dentro do gol. Eu acho que a gente controlou a partida, eles não nos ameaçaram. Tivemos a posse de bola, agora precisamos criar oportunidades e concluir em gol”, completou o volante Lucas.

Para o zagueiro Thiago Silva, o Brasil precisa aprender a jogar contra adversários muito retrancados, como foi a Venezuela hoje. “Foi difícil, mas essa equipe ainda tem muito para crescer nessa competição. A palavra não é decepção. Infelizmente, as coisas não aconteceram da formas que a gente queria. Quando você não faz gol, as coisas ficam muitos difíceis, porque eles se fecham”, disse o jogador, que afirmou que a prioridade é se classificar para a próxima fase da competição. “Nosso primeiro pensamento é se classificar, independente de ser primeiro ou segundo. Mas essa equipe ainda tem muito para dar”, completou Thiago Silva.

A Seleção Brasileira volta a campo no próximo sábado, quando enfrenta o Paraguai, a partir das 16h, em Córdoba, pela segunda rodada do grupo B da Copa América.