O técnico Ricardo Pinto comandou na manhã de hoje, na Vila Capanema, o último coletivo antes do importante jogo de amanhã, contra o Botafogo, no Engenhão, pela segunda fase da Copa do Brasil. Na partida de ida, o Tricolor perdeu em casa por 2 a 1 e agora precisa vencer por dois gols de diferença para avançar na competição.

E o treinador tricolor optou por não mexer muito na equipe que perdeu para o Atlético no último domingo. A principal mudança foi a entrada do volante Javier Mendez no lugar de Luiz Camargo, expulso no jogo de ida contra o alvinegro carioca. Como o lateral esquerdo Henrique segue entregue ao departamento médico, Lima continua jogando neste setor, e sendo assim, Douglas Packer será mantido no meio-campo paranista.

O uruguaio Javier Mendez não joga desde a quinta rodada do primeiro turno do Campeonato Paranaense, quando se machucou na partida contra o Paranavaí. O jogador foi liberado do DM somente na semana passada, e desde então vinha aperfeiçoando a parte física. Ele jogará amanhã ao lado do volante Serginho, que entrou bem no clássico contra o Atlético. Ricardo Pinto chamou os dois para conversar após o fim do coletivo para passar instruções específicas a sua dupla de volantes.

Enquanto conversava com Javier e Serginho, Ricardo Pinto colocou os outros atletas para treinarem cobranças de pênalti, fato muito comum e decisivo em jogos da Copa do Brasil. Paraná e Botafogo terão que cobrar penalidades máximas somente se o Tricolor devolver o mesmo placar do jogo de ida, ou seja, vencer o alvinegro carioca por 2 a 1.

Kerlon

Outra novidade do treino desta terça-feira foi que o meia atacante Kerlon foi liberado pelo departamento médico paranista para trabalhar a parte física. O atleta está há várias semanas se recuperando de uma lesão muscular e hoje apenas deu algumas voltas em torno do gramado da Vila Capanema.