O Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) julga nesta quinta-feira o caso de expulsão do equatoriano Guerrón, no último clássico Atletiba, quando o jogador permaneceu incríveis sete minutos em campo. Guerrón foi enquadrado nos artigos 254-A, por praticar agressão física durante o jogo e 258-II, por desrespeitar a equipe de arbitragem, tudo segundo o texto do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Quanto à primeira acusação (agressão em campo), o atacante conseguiu efeito suspensivo da pena, já julgada em primeira instância. O equatoriano foi punido com dois jogos de suspensão, mas o advogado do Atlético, Domingos Moro, conseguiu recorrer da decisão, sendo atendido pelo TJD. Caso a pena seja confirmada, Guerrón terá que cumprir uma partida de suspensão.