Nesta quarta-feira (20), o Governo do Estado lançou oficialmente o maior programa de incentivo ao esporte do Paraná. O Talento Olímpico Paranaense – TOP 2016 vai investir somente neste ano R$ 7,3 mi em 1.000 bolsas que tem objetivo de auxiliar técnicos e atletas de destaque em cinco categorias diferentes.

O anúncio de que o Governo do Estado vai multiplicar por quatro o número de bolsas destinadas a atletas e técnicos pelo TOP 2016 e ampliar o investimento para R$ 7,3 milhões – valor 1.000% superior ao investido em 2011, primeiro ano da iniciativa. Em 2012, o programa vai beneficiar 1.000 atletas e técnicos de 27 modalidades olímpicas e 10 paraolímpicas. Além disso, ganha novas categorias, passando a apoiar, além de talentos em formação, também atletas paranaenses de projeção nacional e internacional, independentemente da idade.

“O investimento no programa salta de R$ 625 mil em 2011, quando concedemos 250 bolsas, para R$ 7,3 milhões. É um grande passo para o esporte paranaense, e segue a determinação do governo Beto Richa de apoiar e formar talentos no Estado”, disse o secretário de Estado do Esporte, Evandro Rogério Roman. De acordo com Roman, o objetivo é que em 2013, com novos parceiros e patrocinadores, o programa ultrapasse a marca de R$ 10 milhões de investimento.

O programa visa fazer do Paraná referência no esporte no Brasil até 2016, quando acontecerão as Olimpíadas no Rio de Janeiro. O TOP 2016 tem como patrocinadores a Copel, que vai aportar 80% do total (incluindo recursos próprios e da Lei de Incentivo ao Esporte), e a Sanepar. Também apóiam a iniciativa a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e a Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio).

“Queremos tornar o Paraná referência no esporte brasileiro. A intenção é incentivar, desenvolver e manter os atletas treinando no Estado”, afirmou o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer. Opresidente da Sanepar, Fernando Ghignone, ressaltou que, além do esporte, o TOP 2016 “proporciona inclusão social e desenvolvimento educacional”.

NOVIDADES – A partir deste ano o TOP 2016 será subdividido em cinco categorias: Formador, Escolar, Nacional, Internacional e Técnico.

Para o TOP Escolar, serão concedidas 450 bolsas de R$ 500 mensais – 50 a mais que as 400 anunciadas inicialmente para o ano e 200 a mais que em 2011. Nessa categoria são beneficiados 402 atletas de 11 a 18 anos indicados pelas federações esportivas e 48 atletas de modalidades paraolímpicas.

O TOP Formador é destinado a atletas de até 14 anos que estejam estudando em escola pública, indicados pelos Núcleos Regionais de Educação. São 400 bolsas no valor de R$ 150 mensais como incentivo à prática esportiva.

Uma nova categoria, o TOP Nacional, vai beneficiar 50 atletas – dos quais seis paraolímpicos – com bolsa mensal no valor de R$ 1.000. Esta bolsa é destinada a atletas que estejam competindo por entidades paranaenses, mesmo que tenham ultrapassado o limite de idade estabelecido para o TOP Escolar. Para ser enquadrado na categoria o atleta deve ter trajetória de reconhecimento nacional e resultados expressivos em competições dentro e fora do Estado.

Serão concedidas ainda 20 bolsas de R$ 1.500 mensais para atletas que tenham defendido o Brasil em competições internacionais e ainda tenham vínculo federativo pelo Paraná. Para esta categoria, chamada de TOP Internacional, não há limite de idade.

Na categoria TOP Técnico, serão concedidas 80 bolsas de R$ 850 mensais para técnicos das mais diversas modalidades esportivas, incluindo 10 que se dediquem a modalidades paraolímpicas.

Os 1.000 bolsistas deverão apresentar relatórios de treinamentos e de resultados obtidos, além de se apresentar para exames e testes físicos no segundo semestre.

Neuri Barbieri, Presidente da Federação de Voleibol disse que o esporte paranaense está vivendo um momento mágico: “Nunca as federações tiveram tanto prestígio. Nunca o esporte paranaense teve tanto incentivo. Nós, enquanto federações, devemos ter consciência de que nossas indicações devem ser técnicas, pois escolhas sem critério podem enfraquecer ou até acabar com um projeto importantíssimo como esse.”

O Programa Talento Olímpico do Paraná é incentivado pela Lei de Incentivo do Esporte, gerenciado pela Secretaria de Esporte do Paraná.