A assembleia-geral que vai definir o futuro do Pinheirão será relizada nesta quinta-feira (01) e, junto a ela, crescem as especulações sobre um possível interesse do Coritiba no estádio. A Federação Paranaense de Futebol (FPF), representada pelo presidente Hélio Cury, se limita a informar a maneira como será tomada a decisão. “A gente só fala de posicionamento amanhã, após a assembleia”, afirmou Cury à Banda B.

De acordo com o mandatário da FPF, a primeira chamada da assembleia-geral será realizada às 10h30 da manhã. Sem necessidade de quórum mínimo, ou seja, com qualquer número de presentes, a decisão será tomada por maioria simples (metade mais um).O Pinheirão está lacrado desde maio de 2007 e, de lá pra cá, acumula dívidas e sofre com o sucateamento de sua estrutura. Desde que a Federação se propôs a colocar o estádio à venda, o Coritiba está na mira, pelo menos nos bastidores, como principal interessado em adquirir o espaço.

O vice-presidente do Coxa, Vilson Ribeiro de Andrade, nega a informação e diz que o clube só vai conhecer a proposta junto aos outros filiados na assembleia desta quinta-feira. “Ainda não tem nada. A partir da apresentação da proposta amanhã é que nós vamos entender o que tá acontecendo. Vamos falar de valores e só aí vai ser aprovado ou não”, frisou o dirigente, garantindo que possíveis acertos com o investidor interessado na reforma do estádio só serão tomadas em Conselho.