Jogador do Paulista atuou com o nome de outra pessoa acusada de tráfico de drogas. (Reprodução/Facebook/Paulista)

A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou nesta segunda-feira a exclusão do Paulista da Copa São Paulo de Futebol Júnior pela escalação irregular de um jogador. Com a definição, o time de Jundiaí está eliminado do torneio e a decisão será disputada entre Batatais, que havia sido batido pelo Paulista nas semifinais, e Corinthians, nesta quarta-feira, no estádio do Pacaembu. O atleta atuou com o nome de Brendon Matheus Araújo Lima dos Santos, mas na verdade, ele seria Heltton Matheus Cardoso Rodrigues, de acordo com informações iniciais.

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), o delegado Olim, anunciou que a decisão do tribunal se dá após investigação sobre os documentos do jogador. “O Batatais nos comunicou sobre a irregularidade, após receber a informação de um telefonema do Rio de Janeiro. Fizemos o levantamento e descobrimos que o Brendon está preso por roubo e tráfico de drogas”, disse o delegado. Ele não confirma, entretanto, que o nome real do jogador é Heltton.

Brendon é nascido em 1997 e está preso no Rio de Janeiro por tráfico de drogas e roubo. Já Heltton, na verdade, nasceu em 24 de março de 1994, e não teria idade para disputar a competição. Segundo Olim, Heltton e Brendon são primos.

“Pedimos que o Paulista apresentasse o jogador até às 14h e não foi apresentado. Apenas mandaram um BO (Boletim de Ocorrência) que ele desapareceu. Aguardando as respostas e tentaremos descobrir quem é esse Brendon”, explicou o delegado, que entre outras provas, explicou que a certidão de nascimento do jogador é do Rio de Janeiro e seu RG é do Ceará.

Além disso, a certidão de nascimento do atleta estaria, segundo seus documentos, no livro 80 de registro do Rio de Janeiro. Entretanto, a página não existe nos registros cariocas.

“Ficamos sabendo no sábado desta história. No domingo, reunimos o jurídico e estamos trabalhando para saber quem é o culpado da história, mas é certo que os documentos estão irregularidades”, explicou o presidente do TJD-SP.

Por enquanto, a única punição ao Paulista será a eliminação da Copa São Paulo. Segundo o regulamento da competição, caso seja comprovado que o clube agiu de má fase e tinha ciência da irregularidade, será suspenso por cinco anos de qualquer competição estadual.

“O Paulista vem jogando outros campeonatos com esse menino utilizando tais documentos. Não me parece que houve erro do Paulista, mas estamos investigando”. O presidente do TJD contou que Heltton poderia até ser preso caso fosse encontrado. “Ele poderia ser encaminhado para a delegacia. Por mim, sairia algemado, pois houve um crime”, resumiu.