As semifinais da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense estão suspensas. O Foz do Iguaçu conseguiu na justiça o direito de paralisar as partidas que seriam realizadas neste fim de semana. O campeonato está suspenso até que o caso seja julgado pelo Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná, o que deve acontecer na próxima quinta-feira (11).

O time foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) com a perda de seis pontos por escalar um suposto jogador irregular na partida contra o Campo Mourão e acabou perdendo a vaga para o Nacional de Rolândia. O advogado que representa o clube, Domingos Moro, explica que o jogador cumpriu seu gancho no jogo marcado contra o São José, clube que desistiu do campeonato.”Antes da partida que seria disputada contra o São José, o clube consultou a Federação Paranaense, que disse que a partida não valeria como cumprimento de suspensão”, contou Moro.

O problema é que a entidade não cancelou a partida e sim considerou o Foz vencedor por W.O. “A Federação aplcou a regra do W.O., que é considerada oportunidade para cumprimentro de suspensão automática”, esclareceu.Assim, o jogador supostamente irregular contra o Campo Mourão, já teria cumprido sua suspensão na partida vencida contra o desistente São José. “Não existe súmula e aí vem a confusão. Se o jogo não existiu, então por que deram os três pontos ao Foz? Isso é W.O.”, disse o advogado à Banda B.