A noite não foi boa para o Coritiba. Apático e irreconhecível, o Verdão deixou o São Paulo abrir 4 a 0 em pleno Couto Pereira, na noite desta quarta-feira. Somente na metade do segundo tempo é que o Coxa reagiu e conseguiu marcar três gols, mas não evitou a derrota em casa por 4 a 3, apesar de toda garra e determinação demonstrada pela equipe alviverde.

Com essa derrota, o Coritiba cai para a 12ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 14 pontos em 12 rodadas. O próximo adversário do Verdão é o América-MG, no próximo domingo, a partir das 18h30, em Sete Lagoas.

Apagão coxa-branca e três gols do São Paulo

Foi só o árbitro Antônio Schneider apitar o início do jogo que o Coritiba já foi pra cima do São Paulo. Logo no primeiro minuto da partida, Rafinha recebeu ná área, driblou Carlinhos Paraíba e bateu na trave direita de Rogério Ceni. Os 15 primeiros minutos foram de pressão alviverde. Aos 14, Eltinho cruzou, Rogério Ceni espalmou, e no rebote, Rafinha bateu em cima da zaga adversária.

Mas o Verdão dava alguns espaços para o São Paulo atacar e foi em uma falha de Eltinho que o tricolor paulista abriu o placar, no primeiro lance de ataque do time visitante. Aos 17 minutos, Carlinhos Paraíba soltou uma bomba, de fora da área, sem chance para Edson Bastos: 1 a 0 São Paulo. E aí o negócio desandou e a equipe paulista cresceu em campo. Aos 23, Rhodolfo lançou com perfeição, a zaga do Coritiba ficou parada pedindo o impedimento, e Juan bateu por cima de Edson Bastos: 2 a 0 São Paulo.O tempo passava e o Coxa ficava cada vez mais perdido em campo, sem conseguir incomodar o goleiro Rogério Ceni.

Aos 30 minutos, Dagoberto, Wellington e Lucas fizeram uma bonita troca de passes e a bola sobrou com Dagoberto, que bateu na saída de Edson Bastos: 3 a 0 São Paulo. O Verdão errava muitos passes, demonstrava nervosismo em campo e não criou boas jogadas de ataque até o fim do primeiro tempo. O tricolor paulista tocava a bola com tranquilidade, administrando a vitória fora de casa. Aos 42, Davi cometeu falta, recebeu o cartão amarelo, reclamou com a arbitragem e foi expulso de campo, deixando o Coxa com dez jogadores em campo. E aí a etapa incial terminou mesmo com vitória paulista por 3 a 0.

Coritiba é guerreiro, mas reage tarde demais e fica no quase

O segundo tempo começou da mesma maneira que terminou a etapa inicial, com o Coritiba mal em campo e o São Paulo tocando bem a bola. Aos 5 minutos, Jean lançou Dagoberto na área, mas o atacante errou o chute. Aos 9, Eltinho falhou novamente e entregou a bola para Lucas, que bateu com categoria, por cobetura, sem chance para Edson Bastos: 4 a 0 São Paulo. A torcida alviverde, revoltada com a má atuação da equipe, gritava “olé!” a cada toque de bola do tricolor paulista. Eltinho também era alvo das vaias do torcedor coxa-branca.

Aos 18 minutos, Dagoberto fez grande jogada e bateu com perigo, à esquerda da meta de Edson Bastos. O Coritiba definitivamente não jogava bem e não criava jogadas de ataque, enquanto o São Paulo jogava com tranquilidade. O time paulista era melhor em campo, mas o Verdão descontou aos 22 minutos. Rafinha aproveitou-se de rebote da zaga adversária e bateu para o fundo das redes: 4 a 1 São Paulo. Após o primeiro gol, o Coxa deu uma leve melhorada na partida e já saía mais para o ataque.Aos 29 minutos, Rafinha lançou Bill dentro da área, o camisa 9 quase caído conseguiu bater na saída de Rogério Ceni: 4 a 2 São Paulo.

O segundo gol acordou de vez o Coritiba, que passou a pressionar o tricolor paulista, que só se defendia após os 30 minutos. Aos 41, Rafinha cruzou da direita, Bill subiu mais que todo mundo e cabeceou para o fundo das redes: 4 a 3 São Paulo. O Verdão melhorou muito nos minutos finais e foi em busca do empate, na raça, de maneira guerreira, com um jogador a menos. Aos 42, Denílson recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo, deixando ambos os times com 10 em campo. Mas apesar das tentativas e da luta em campo, não houve tempo suficiente e a equipe alviverde acabou perdendo por 4 a 3 para o São Paulo.