Ouça o áudio

O capitão do Tetra e ex-técnico da Seleção Brasileira, Dunga, foi o convidado de Osmar Antônio no programa Papo Fino, que foi ao ar neste domingo na Banda B. Dunga contou várias histórias da época em que era jogador, e também falou como foi a sua passagem como treinador da seleção Brasileira.

No inicio da carreira de atleta, Dunga conta que teve que sair de Ijuí e ir morar sozinho em Porto Alegre. “Fui morar em Porto Alegre longe da minha família. Na época a estrutura do Estádio Eucaliptos era precária, tínhamos uma alimentação terrível, não tínhamos nenhum orientação para a alimentação. Venceram aqueles jogadores que tinham uma determinação enorme de ser profissional, mas muitos se perderam no caminho”, contou.

O ex-volante da seleção também falou sobre as críticas que a seleção da Copa de 94 recebeu antes da Copa do Mundo. “Aconteceram muitas comparações da nossa seleção com a seleção de outros anos. A nossa geração sempre teve algo muito forte: a gente sempre falava os outros eram melhores do que nós, mas que quem dava volta olímpica érramos nós”, disse.

Segundo Dunga, houve um planejamento em consenso com jogadores e com a assessoria de imprensa, da forma que os jornalistas poderiam trabalhar durante a preparação da seleção na Copa de 2010. “Quero aproveitar a oportunidade que você está me dando para falar para o torcedor de Curitiba. Foi colocado uma imagem que eu era carrancudo, mas não era bem assim. Foi feito um planejamento. Por exemplo, quando os jogadores estavam fazendo exame médico não era liberado, nem eu mesmo ficava no momento dos exames. Mas quando tinha um treinamento nós liberávamos para torcedor e a imprensa acompanhar”, afirmou Dunga.