O Atlético nunca venceu o Vasco em São Januário na história do duelo entre as duas equipes. Mas terá que quebrar este tabu se quiser disputar pela primeira vez uma semi-final de Copa do Brasil. É porque no jogo de ida, na Arena da Baixada, o Furacão apenas empatou em 2 a 2 com a equipe cruzmaltina e precisa mais do que nunca vencer no Rio de Janeiro para seguir na competição.

O meia Madson, que já jogou pelo Vasco da Gama, prevê um duelo difícil na próxima quinta-feira, mas dá a receita para o Atlético vencer o clube carioca. “Dá para vencer sim. A gente sabe que será difícil, a torcida do Vasco vai comparecer, ainda mais em decisão assim. Sabemos da pressão, mas o Atlético também é grande, tem sua tradição e temos que sonhar”, disse Madson.

Para o baixinho, é importante que o Atlético tente jogar a torcida vascaína contra o próprio time, facilitando o caminho rubro-negro durante a partida. “Como convivi lá um bom tempo (de 2006 a 2008), com a pressão que será o jogo, se colocar o torcedor vascaíno contra a própria equipe, pode ser um fator bom pra gente. Temos que buscar essa classificação de qualquer forma”, finalizou o meia.