Por conta de dívidas da Federação Paranaense de Futebol (FPF) com o INSS, a Justiça determinou o leilão do estádio Pinheirão, que pertence à entidade máxima do futebol paranaense. No primeiro leilão, há algumas semanas, não houve comprador. Porém, nesta quinta-feira, o estádio foi vendido por R$ 57,5 milhões.

Esse valor é considerado abaixo do que realmente vale o terreno do Pinheirão. Em uma primeira análise, o estádio valeria cerca de R$ 69 milhões, mas como não foi vendido no primeiro leilão, o lance mínimo hoje era de 50% desse preço, ou seja, aproximadamente R$ 34 milhões.Quem arrematou o Pinheirão foi João Destro, representante da empresa JD Engenharia.

A FPF tentou por diversas vezes adiar o leilão do estádio, mas isso não foi possível. Uma parte do valor do Pinheirão deve ir para os cofres do Atlético, que tem uma dívida de cerca de R$ 15 milhões com a entidade.