O Arapongas pode não contar com o Estádio dos Pássaros para o confronto diante do Atlético-PR, na abertura do segundo turno do Paranaense. A péssima condição do gramado fez com que o presidente da Comissão de Vistorias da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Reginaldo Cordeiro, convocasse uma reunião nesta terça-feira a diretoria da FPF para pensar numa possível interdição do estádio.

O campo já conta com cuidados de uma outra empresa, que há cerca de 15 dias cuida e trabalha na recuperação do gramado. Na partida diante do Rio Branco, porém, o temporal acabou por prejudicar o que já havia sido feito pelos profissionais, que tiveram que recomeçar do zero.

Na próxima rodada o Arapongas joga fora de casa, contra o Roma, em Apucarana e, por isso, o clube terá quinze dias para recuperar o gramado. Caso o gramado não seja replantado e recuperado, o time terá que jogar a primeira partida do returno fora de casa.