Por Guilherme Coimbra com informações de Felipe Dalke

A briga pelo título Paranaense se inicia no próximo sábado (28) e contará com 12 equipes na disputa pela hegemonia regional. Na expectativa de superar a força da capital e surpreender, Toledo, Cascavel e Foz do Iguaçu, equipes do oeste do Paraná, apostam na força de suas torcidas e patrocínios locais para montagem de elencos competitivos no torneio. Nesta semana que antecede a estreia na competição, a Banda B faz um especial com os presidentes e treinadores dos nove clubes para falar da expectativa de cada um para a edição de 2017.

Toledo aposta no marketing regional e na força da torcida para buscar boa campanha no Estadual

Toledo aposta na força da torcida para chegar forte em 2017 (Geraldo Bubniak/FutebolParanaense.net)

Oitavo colocado na última edição, o Toledo aposta em um melhor investimento para buscar a vaga para a Copa do Brasil e a Série D do Brasileirão do próximo ano. O presidente do Porco, Carlos Dulaba, destacou a mobilização da cidade e a esperança de uma temporada melhor do que a do ano passado.

A expectativa é boa. Queremos fazer uma boa campanha. Nossa meta inicial é buscar uma vaga na Série D e quem sabe também na Copa do Brasil. Estamos com um projeto muito bom, pois queremos trabalhar com a base e estamos movimentando a cidade. Nosso investimento este ano é maior, então tenho certeza que está sendo feito um trabalho para buscar melhor resultado do que no ano passado”, afirmou Dulaba.

Com as baixas cotas de televisão recebidas, Carlos Dulaba aposta no marketing como uma estratégia rentável e de longo prazo para o Toledo. “Sabemos que a televisão não é o que os clubes do interior precisam. Este ano o valor foi menor ainda com a saída de Atlético e Coritiba. Por isso, o Toledo contratou um agente de marketing para buscar parceiros, diante do que temos aqui, não só no profissional como na base, estamos buscando projetos duradouros”, ressaltou.

De volta para casa, Cascavel mantém patrocinadores e espera chegar forte em 2017

Cascavel voltará a jogar no Olímpico Regional no Estadual (Geraldo Bubniak/FutebolParanaense.net)

Mandando todos os jogos do último campeonato no 14 de dezembro, em Toledo, o Cascavel voltará a jogar no Estádio Olímpico Regional em 2017. Desta vez atuando diante de sua torcida, o presidente Valdinei Silva celebrou o retorno do clube para a sua casa e revelou a manutenção de parceiros para buscar uma campanha melhor do que a 9ª colocação obtida em 2016.

Nós estamos com uma expectativa muito boa. Ano passado tivemos uma série de contratempos. Não jogamos nenhuma partida em casa, pois nosso estádio estava em reforma. Então, no nosso entender, fomos muito prejudicados por isso, mas mesmo assim conseguimos manter o time na elite do estado. No decorrer deste ano, tivemos um planejamento estratégico e projetamos o Cascavel para chegar entre os primeiros colocados. Nós reforçamos o time, organizamos a estrutura econômica e financeira, e estamos trabalhando para buscar a vaga na Copa do Brasil e na Série D. Esse é o nosso objetivo”, destacou Valdinei.

Com a manutenção de patrocinadores, o presidente aposto em um elenco competitivo e numa campanha de destaque no Estadual.“Acreditamos que este ano vamos fazer bonito no campeonato. Temos time e organização para isso, além de sermos uma das principais cidades do Paraná. Será o ano do renascimento do Cascavel”, disse. “O momento econômico do Brasil não é favorável. Encontramos muitos ‘nãos’ em busca de patrocínio, mas conseguimos manter nossos fiéis parceiros. Acreditamos que com o orçamento adequado conseguimos montar uma boa equipe”, concluiu.

Com a menor folha salarial do campeonato, Foz espera repetir campanha de 2015

Foz espera repetir campanha de destaque (Geraldo Bubniak/FutebolParanaense.net)

O Foz do Iguaçu teve o seu ápice em 2015, quando chegou até a semifinal do Campeonato Paranaense e conquistou a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro. Sem o mesmo sucesso no ano passado, o presidente Ariff Osman acredita que as dificuldades nivelarão o torneio por baixo e que o Azulão se sobressaia na busca por uma boa campanha.

Tentando repetir o feito de dois anos atrás, Ariff Osman aposta numa disputa parelha, apesar das dificuldades. “A expectativa é muito grande, de repetir dois bons anos que tivemos. De preferência 2015, que fizemos uma boa competição. Acredito que será um campeonato muito parecido, muitas equipes longe do seu momento ideal e todas no mesmo nível. Então eu acredito que o Foz possa fazer uma boa participação e possa chegar entre os quatro do Paranaense”, comentou.

Com uma folha salarial baixa e em busca de patrocínios para o Estadual, o presidente acredita estar em uma situação mais confortável que outras equipes do interior e espera por uma campanha de destaque “Devido a realidade econômica do país ser difícil para quem trabalha com futebol, nós tivemos que fazer uma folha [salarial] muito baixa. Acredito que será novamente a menor do Campeonato Paranaense. Mas dentro dessa realidade, criamos um bom elenco para disputar”, frisou. “As equipes estarão niveladas. Se o Foz tem dificuldades para montar seu elenco, os outros clubes também têm. Acredito que, nessas condições, nós estamos melhores do que os outros”, finalizou.