Em sigilo, a diretoria atleticana segue trabalhando para a contratação de um novo treinador. Desde queAdilson Batista se desligou do Furacão, logo após a derrota para o Bahia, no último sábado, a cúpula rubro-negra trabalha para confirmar o novo técnico o quanto antes. O nome de Diego Aguirre, do Peñarol, vice-campeão da Libertadores, surgiu como forte candidato, fato confirmado pela imprensa uruguaia.

Segundo o periódico uruguaio “El Pais”, Aguirre já tem uma proposta oficial do Atlético, e hojeà tarde deverá definir a situação. Mas o empresário do treinador, Juan Figger, nega qualquer contato com o time paranaense. “Ofereci o Aguirre ao Atlético no início da temporada, mas não houve acerto. Neste momento não conversamos com ninguém do time de Curitiba”, disse, em entrevista à Banda B.

Celso Roth, que foi campeão da Libertadores em 2010 pelo Internacional, também está sendo especulado, mas segundo o empresário do treinador, Jorge Machado, Roth até foi procurado, mas no momento não pretende assumir nenhum um clube. “Conversei com pessoas ligadas ao Atlético, mas o Celso não quer assumir nenhum clube neste momento, ele quer descansar um pouco”, afirmou o empresário.

Outros nomes como o do paranaense Cuca, do ex-técnico da seleção Dunga, Hélio dos Anjos e até mesmo Dorival Junior, que está no Atlético-MG, foram especulados. Mas até o momento a diretoria atleticana não confirmou nenhum dos nomes.

O Furacão volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o Fluminense, no Estádio Engenhão, às 21h50. Caso o Atlético não feche com um treinador a tempo para comandar o time no Rio de Janeiro, o auxiliar Leandro Niehues comandará a equipe.