Ronaldinho foi nomeado como embaixador do Barça (Divulgação/FC Barcelona)

Quase nove anos depois de atuar com a camisa do Barcelona pela última vez, Ronaldinho voltou ao Camp Nou nesta sexta-feira para ser apresentado como novo embaixador do clube. Em suas primeiras palavras no novo cargo, o jogador de 36 anos lembrou de seus tempos de glória em território catalão e celebrou o retorno para casa.

“Estou muito emocionado, muito contente por voltar para minha casa”, sintetizou. “Estou contentíssimo por ser o embaixador do Barça. Com o passar dos anos, me dou conta do que fiz aqui, o quão lindo foi jogar e fazer história aqui. Eu sinto falta de tudo. Deixei muitos amigos.”

Ronaldinho prometeu disponibilizar seu troféu da Bola de Ouro, conquistado em 2005, ao Museu do Barcelona e falou sobre a sensação de estar novamente no Camp Nou. “Voltar ao Camp Nou é repassar as jogadas e os gols na minha cabeça. Tenho tudo em casa da minha época no Barça. Sempre se associou meu nome ao Barça, mas agora é oficial.”

Contratado pelo Barcelona em 2003, Ronaldinho foi um dos grandes responsáveis pelo reerguimento do clube como um dos maiores do mundo e, ao lado de nomes como Samuel Eto’o e Deco, auxiliou na conquista da Liga dos Campeões de 2005/2006. Atualmente, o time catalão possui um novo trio infernal, com Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez, e Ronaldinho falou sobre como seria atuar ao lado deles.

“O tridente está formado com três fenômenos, pois o Suárez também é um. Mas se eu jogasse com eles, seriam duas vezes melhor”, falou, em tom de brincadeira. “É fundamental que eles se divirtam e não haja inveja. É isso que faz a diferença”, completou.

Apesar de exaltar Suárez, Ronaldinho fez questão de elogiar os outros dois componentes do trio: Lionel Messi, com quem atuou e a quem passou a camisa 10 do Barcelona, e Neymar, contra quem jogou quando o atacante ainda estava no futebol brasileiro.

“Neymar é um fenômeno, um amigo e o maior ídolo do futebol brasileiro. Faz história, como Romário, Ronaldo, Rivaldo…”, comentou. “O Messi também é um fenômeno. Olhem tudo o que ele está fazendo e tudo que ainda pode fazer. Ninguém é como ele. E sempre foi igual, é a mesma pessoa. Comprovo isso a cada vez que nos encontramos. É o que é porque nunca mudou. É o melhor de sua época.”

Ronaldinho não está aposentado oficialmente, mas desde 2015 não atua profissionalmente, participando de algumas partidas festivas. No mês passado, o Coritiba fez uma proposta por ele e esperava por uma resposta do astro para o início deste mês, mas até agora, não houve um desfecho para a negociação.