O árbitro do clássico deste domingo (06), Evandro Rogério Román concedeu uma entrevista exclusiva à Rádio Banda B e falou sobre a primeira partida do final do estadual.

Evandro, que também é Secretário de Esportes do Governo do Estado, espera um jogo muito disputado dentro de campo, mas sem brigas entre as torcidas na parte de fora do estádio. “Todos querem vencer. Esse é o grande espírito. A preparação deste clássico é de uma grande festa, um grande jogo e de grande rivalidade”, disse ele.

Outro assunto levantado foi sobre a reclamação dos jogadores com os árbitros, que normalmente é feita sem inteligência. “Não podemos generalizar de que todos os jogadores são assim, pois tem alguns que sabem muita facilidade de argumentar e conversar com o juiz, e tem outros que tem dificuldade. Eles fazem isso porque querem ganhar”, falou.

Questionado sobre a diferença de apitar para uma torcida só, ou para as duas torcidas, o juiz garantiu que a pressão existe de qualquer jeito, porém, a diferença é para o torcedor. “Eu fico imaginando aquele torcedor angustiado que não pode ir ver o seu time jogar mesmo no campo do adversário, e o futebol vive dessa rivalidade sadia e tomara que nunca mais seja necessário ter uma situação como essa”.

Ele também falou sobre como conciliou suas duas funções: a de árbitro e a de Secretário de Esportes do Governo. “Tempo é uma questão de preferência e de atitude. Quando eu vejo que a minha agenda vai se progamar até tarde, o meu treino fica para as 6 da manhã, e as vezes até abro mão do meu almoço para treinar”, salientou.

Para finalizar a entrevista, a pergunta para Evandro Rogério Román foi sobre o pedido do Atlético que pediu árbitros de fora para apitar a final do Campeonato Paranaense. “Isso não impede em nada, tanto que nos últimos finais de semanas eu apitei outros campeonatos regionais, ou seja, nós também vamos para fora. Mas a Federação bateu o pé e disse que dos dez árbitros que integram a FIFA no Brasil, dois estão aqui no Paraná (Héber Roberto Lopes é o outro), então não teria como ir buscar em outro estádio”, finalizou.