Após a derrota de ontem por 2 a 0 para o Bahia, o técnico Adilson Batista pediu demissão, depois de 14 partidas no comando da equipe atleticana. O treinador deixou o Furacão sem ter vencido uma partida sequer no Campeonato Brasileiro. Na seis rodadas disputadas até aqui, foram cinco derrotas e um empate.

Depois de comunicar sua decisão à diretoria rubro-negra, o presidente Marcos Malucelli, o diretor de futebol Alfredo Ibiapina e o gerente de futebol Paulo Rink se reuniram na própria Arena da Baixada para criar a famosa lista de possíveis nomes para substituir Adilson Batista.

A diretoria atleticana faz sigilo, mas já está trabalhando para contratar o novo técnico do Furacão. Nomes como Celso Roth e Cuca, ambos desempregados, ganham força nos bastidores. Mas há também treinadores empregados que interessam aos dirigentes, como é o caso de Diego Aguirre, treinador do Peñarol e vice-campeão da Libertadores.

A ideia da diretoria é contratar o novo treinador o mais rápido possível, mas caso isso não seja feito até terça-feira, o auxiliar técnico Leandro Niehues comanda o Atlético na partida de quinta-feira, contra o Fluminense, no estádio Engenhão, Às 21h50.