O Paraná tem 19 atletas entre os 259 que representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos de Londres, que começam nesta semana. Eles disputarão medalhas em 14 modalidades esportivas, individuais e coletivas. Muitos, porém, treinam e vivem fora do Estado.

O secretário do Esporte, Evandro Rogério Roman, disse que o Paraná sempre revelou bons atletas, mas lamentou que o Estado nunca tenha investido para manter os talentos aqui. “Mas estamos trabalhando para mudar este quadro”, destaca ele.

Desde o ano passado, o governo estadual trabalha para estimular a formação e o aperfeiçoamento de atletas por meio do programa Talento Olímpico Paranaense – TOP 2016. Voltado para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, o programa investirá este ano R$ 7,3 milhões para ofertar mil bolsas para atletas e técnicos de 27 modalidades olímpicas e 10 paraolímpicas do Estado.

“Temos hoje uma proposta de esporte de rendimento para o Estado, mas que começa no esporte escolar, passa pela fase juvenil até chegar no adulto. O programa vislumbra 2016, mas tem atletas beneficiados já disputando as Olimpíadas em Londres. Aos paranaenses que estarão nas olimpíadas, fica a nossa torcida e o desejo de bons resultados”, disse Roman.

Atletas

Os bolsistas do TOP 2016 estarão representados em Londres por Athos Schwantes, esgrimista curitibano nascido em 1985. Outros dois paranaenses disputarão medalhas no atletismo: Guilherme Cobbo, que é natural de Uraí, e compete no salto em altura; e a velocista Vanda Ferreira Gomes, nascida em Matelândia, que faz parte do quarteto brasileiro na prova de 4×100 metros.

A equipe brasileira de basquetebol feminino, que sonha reviver os bons tempos de Hortência e Paula, tem duas paranaenses: Franciele Aparecida do Nascimento, de Jacarezinho, e Nádia Gomes Colhado, nascida em Marialva.

Da pequena cidade de Tupãssi vem Gregorly Panizo, que vai disputar a prova de ciclismo de estrada. No futebol de campo, são quatro atletas paranaenses. No feminino, Andreia Suntaque, de Nova Cantu, e Renata Aparecida da Costa, que nasceu em Assai. No futebol masculino, Alexandre Rodrigues da Silva, o Alexandre Pato, natural de Pato Branco, e Leandro Damião da Silva dos Santos, de Jardim Alegre.

A ginástica artística paranaense também terá uma representante. A selecionada é a curitibana Ethiene Franco.

No handebol, o Paraná estará representado por Mayara Fier de Moura, de Arapongas. Na natação, o curitibano Henrique Rodrigues disputa a prova dos 200 metros medley (quatro estilos).

Medalha de bronze em Pequim em 2008, a londrinense Natália Falavigna participa novamente de uma Olimpíada em busca de uma medalha no taekwondo, na categoria de atletas com mais de 67 quilos.

A vela terá o curitibano Bruno Fontes competindo na classe laser standard.

A seleção brasileira de voleibol masculino tem dois paranaenses: o londrinense Gilberto Amaury de Godoy Filho (Giba), que disputa sua quarta olimpíada e tenta ganhar a terceira medalha; e Sérgio Dutra dos Santos, de Diamante do Norte. O voleibol feminino também tem uma paranaense na seleção: Natália Zilio Pereira, que nasceu em Ponta Grossa.

Por fim, o curitibano Emanuel Rego vai para a sua quinta olimpíada e, em dupla com Alisson, busca a terceira medalha no vôlei de praia. Emanuel ganhou ouro em Atenas e bronze em Pequim.