Por João Pedro Alves e Osmar Antônio

O Coritiba foi melhor, pressionou e criou chances, mas ficou faltando um “algo a mais” no empate em 1 a 1 com o Maringá na tarde deste domingo (30) para evitar a eliminação do Campeonato Paranaense na fase semifinal. Faltou o básico do futebol: fazer os gols. Foi nessa tecla que o técnico Dado Cavalcanti bateu, foi essa a grande lamentação após o tropeço que acabou com o sonho do pentacampeonato estadual no Couto Pereira.

O discurso do treinador coxa-branca apenas refletiu a frustração do torcedor que foi ao estádio crente de que o time reverteria a desvantagem de 2 a 1 do primeiro jogo. Uma vitória por dois gols de diferença resultariam na vaga na decisão – se fosse por um gol, a disputa iria para os pênaltis. Não foi o que aconteceu, ficou faltando aproveitar as chances criadas e colocar a bola na rede.

(Imagem: Reprodução/TV Globo)

Passado o Paranaense, Dado já pensa em melhorias para o Brasileiro (Imagem: Reprodução/TV Globo)

“Nós procuramos, insistimos, finalizamos de fora, cabeceamos… Perdemos um caminhão de gols! A bola passou na frente do gol adversário inúmeras vezes, mas faltou um pezinho ali para colocar para dentro. Foram muitas chances”, analisou Dado em entrevista coletiva.

Mas o jogo passou, não tem mais como voltar e finalizar aquela bola com mais capricho ou acertar um passe que colocaria o companheiro na cara do gol. O momento é de analisar o que foi feito no estadual, de certo e de errado. Foi o que Dado já começou a fazer após a partida.

“É preciso uma cobrança para apontar os erros. O estadual serviria como um período de reformulação, mas não conseguimos o encaixe necessário para as competições nacionais. Nós temos que buscar uma equipe mais forte para o Brasileirão, vamos ver peças para tentar dar um upgrade. A expectativa é que quatro jogadores cheguem para iniciarmos a competição”, afirmou.

O tempo, porém, é curto para os ajustes pelo calendário que tem pela frente. O próximo jogo é o confronto de volta contra o Cene-MS pela Copa do Brasil no dia 16 de abril. O Brasileirão também já está aí: a estreia contra a Chapecoense está marcada para o dia 18.

Notícias relacionadas:

Coxa fica só no empate e deixa vaga na final escapar para o Maringá