Oscuritibanos medalhistas de ouro nosJogos Pan-Americanos de Guadalajara,Henrique Rodrigues, da natação, e Dayane Amaral, da ginástica rítimica, estiveram na tarde desta terça-feira (25) na Prefeitura de Curitiba. Os doisatletas são beneficiários da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte.

“Curitiba é ouro nas Américas por mérito e esforço desses atletas. Nossacidade tem muitoa comemorar poressa conquista que valoriza ainda maiso investimento no esporte e no talentocuritibano”, afirma o prefeito Luciano Ducci.

O secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa enalteceu o desempenho dos atletas nos jogos disputados no México.

“A conquista destes atletas é um grande orgulho para a cidade e serve de exemplo para muitos jovens que estão começando no esporte”, disse Marcello Richa, que também destacou que estas vitórias no Pan-Americano ajudaram a impulsionar o número de atletas interessados em apresentar projeto para a Lei Municipal de Incentivo ao Esporte.

Uma das grandes promessas da natação brasileira, Henrique Rodrigues conquistou o ouro na modalidade 4×100 e o bronze nos 200m medley. O atleta, que tinha acabado de se recuperar de uma lesão no ombro antes da competição, afirmou que voltar do Pan-Americano com duas medalhas é uma sensação incrível.

“O resultado superou todas as expectativas, especialmente devido ao tempo de inatividade que passei devido à lesão, e me motiva ainda mais para treinar forte e ir para as Olimpíadas de Londres em condições de conquistar medalhas”, disse o nadador.

Henrique Rodrigues voltou para Curitiba este ano para dar início a um projeto específico voltado as Olimpíadas de Londres, na qual já possui índice nos 200m medley. “Decidi fazer meu programa de treinamento em Curitiba porque foi aqui que comecei a nadar e também onde ganhei um dos primeiros e mais importantes apoios da minha carreira, a Lei de Incentivo ao Esporte, que me motivou a continuar praticando para me tornar um atleta de alto rendimento”.

Ginástica Rítmica– Atleta da Associação de Ginástica Rítmica (AGIR) de Curitiba, Dayane Amaral participou pela primeira vez dos Jogos Pan-Americanos e trouxe para casa três medalhas de ouro, conquistadas no Conjunto de Bola, Conjunto de Arco e Fita e Geral.

“Foi uma experiência incrível. Pratico Ginástica Rítmica há oito anos e faço parte da seleção brasileira há apenas oito meses. Treinamos muito forte nesse tempo focando o Pan-Americano e foi uma felicidade imensa conquistar tantas vitórias na competição”, disse Dayane Amaral.

A ginasta também destacou a importância da Lei de Incentivo ao Esporte para os atletas locais. “Muitas vezes é difícil encontrar um patrocinador, especialmente quando se está começando a carreira, e digo com certeza que se não fosse pela Lei de Incentivo eu não teria continuado a praticar Ginástica Rítmica”.

Lei de Incentivo ao Esporte– Coordenada pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude, a Lei Municipal de Incentivo ao Esporte capta recursos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e investe em atletas, instituições sociais e projetos na área do esporte. Desde sua criação, em 2002, a Lei já beneficiou mais de 4.900 atletas e projetos de diversas modalidades esportivas.

No segundo semestre deste ano a secretaria recebeu 532 projetos de atletas, entidades e instituições que pleiteiam receber o apoio da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte para o desenvolvimento de suas ações e trabalho durante o 1ª semestre de 2012. Até o final de novembro será feita a análise dos projetos e no início de dezembro serão anunciados os aprovados.

“Os projetos aprovados irão contribuir para o desenvolvimento de atletas de alto rendimento, bem como auxiliarão na realização de ações esportivas desenvolvidas por entidades sociais e civis, revelando novos talentos e fomentando a prática esportiva em nossa cidade”, disse o secretário do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.

Como participar– Para ser beneficiário da Lei do Incentivo ao Esporte, o atleta deve ter residência fixa há mais de um ano em Curitiba e montar um projeto que defina a razão da solicitação, as metas que pretende alcançar e seus custos.

Em contrapartida, o atleta incentivado precisa prestar contas durante e ao final de cada semestre, bem como participar de ações que visem à promoção social no Município.

Os interessados têm duas oportunidades por ano para protocolar seus projetos na Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude – a primeira em março (de 1 a 31) e a segunda em setembro (de 1 a 30).

Durante os meses de fevereiro e agosto, a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude promove palestras para orientar na elaboração de projetos para a Lei de Incentivo. Mais informações podem ser solicitadas por meio do telefone: (41) 3350-3753.