Ouça o áudio

Em um clássico disputado até o final, o Coritiba bateu o Atlético por 4 a 2 e garantiu de forma antecipada o título do segundo turno do Campeonato Paranaense, que lhe garante a vaga na final da competição, novamente contra o rival. Antes, as duas equipes têm que cumprir tabela na última rodada. O Alviverde encara o rebaixado Roma em Apucarana e o Furacão enfrenta o Paranavaí, livre da queda, na Vila Capanema.

Foram seis gols marcados por seis autores diferentes.Éverton Ribeiro colocou o Coxa na frente, mas Paulo Baier empatou ainda no primeiro tempo. No segundo, Lincoln desempatou, Zezinho foi responsável pela nova igualdade, porém Roberto e Renan Oliveira decretaram a vitória alviverde. Na primeira etapa, Guerrón foi expulso por ter chutado Lucas Mendes e deixou o Rubro-negro com um a menos durante grande parte da partida.

Coxa abre o placar logo de cara com Éverton Ribeiro

Antes do jogo, uma das dúvidas de Marcelo Oliveira estava no meio-campo: Lincoln ou Éverton Ribeiro. A opção pelo segundo se mostrou mais do que acertada quando, logo aos dois minutos, ele abriu o placar em rápido contra-ataque pelo lado direito. O lance começou ainda no campo de defesa, com Jonas, e contou com a assistência precisa de Anderson Aquino para o chute do meia na saída de Vinícius. Foi o quarto gol dele nos últimos quatro jogos.

O técnico Juan Carrasco optou por escalar Bruno Costa na zaga, Héracles na lateral esquerda e Ricardinho no meio-campo, mantendo Marcinho na frente. Aos 20 minutos, Ricardinho teve a primeira grande chance do Atlético, em chute de longe que foi no ângulo e obrigou Vanderlei a fazer boa defesa.Após tomar o gol, o Furacão conseguiu ficar com a bola, mas o Coxa levava perigo nos contra-ataques.

Guerrón se descontrola e é expulso

Aos 27, Guerrón, que era uma das maiores esperanças para decidir a partida, se descontrolou e chutou Lucas Mendes em um lance sem bola.O assistenteLuiz Santos Renestoestava atento e informou o árbitro Antônio Denival de Morais, que expulsou o equatoriano. Muito nervosos, os atleticanos, especialmente Guerrón e Paulo Baier, partiram para cima do bandeirinha e a Polícia Militar precisou intervir.

Paulo Baier empata em cobrança de falta

Aos 37, o Alviverde teve uma boa chance com Rafinha, mas Vinícius saiu bem e evitou o segundo gol dos mandantes. Com a entrada de Zezinho no lugar Ricardinho, Carrasco conseguiu arrumar o meio-campo. Aos 43, em cobrança de falta perfeita pelo lado esquerdo, Paulo Baier empatou a partida. Um minuto mais tarde, ele teve a chance de fazer o segundo, mas parou em Vanderlei.

No final de um primeiro tempo cheio de histórias, o placar apontou empate em 1 a 1.

Lincoln entra no jogo e recoloca Coxa na frente

O Coritiba voltou com Lincoln no lugar de Anderson Aquino. O Atlético, com dez jogadores em campo, dominava as ações e contava com Paulo Baier para distribuir o jogo. Deivid, que estava mancando desde o fim do primeiro tempo, precisou deixar o campo para a entrada de Renan Foguinho.

Aos 14 minutos, quando os jogadores do Coxa pareciam assustados, Lincoln justificou a opção de Marcelo Oliveira pela sua entrada. Lucas Mendes, que foi escolhido para a partida pelo poder de marcação, fez bela jogada na frente e achou o meia livre dentro da área. Ele bateu na saída de Vinícius e recolocou os mandantes na dianteira.

A partida voltou a ficar nervosa e Rafinha tomou cartão amarelo após dura entrada em Zezinho. Os atleticanos reclamaram com Luiz Santos Renesto novamente, desta vez pedindo a expulsão. Pouco depois, o meia teve que sair para a entrada de Renan Oliveira após cair sozinho e sentir o joelho.

Zezinho iguala, Roberto desempata e Renan Oliveira confirma vitória

No momento em que o Alviverde era melhor, o Furacão conseguiu empatar. Aos 29 minutos, Ligüera, que havia entrado no lugar de Héracles, ficou com a bola dentro da área e bateu na trave. No rebote, Zezinho mandou para o fundo do gol.A alegria atleticana durou pouco porque, logo na saída de bola, Roberto ganhou disputa com a defesa e bateu da meia-lua, no cantinho de Vinícius, que nada pôde fazer.

Para reforçar a marcação, Djair entrou em campo no lugar de Tcheco. Ainda assim, o time coxa-branca chegou ao quarto gol com Renan Oliveira, que empurrou para as redes depois de cruzamento feito por Roberto. Desta forma, o Coritiba garantiu o título do segundo turno de forma antecipada e a vaga na final do Paranaense.

Ficha técnica:

Data: 22/04/2012.
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba.
Horário: 16h00.
Árbitro: Antônio Denival de Morais.
Assistentes: Roberto Braatz e Luiz Santos Renesto.
Cartões amarelos: Jonas, Tcheco, Rafinha, Lucas Mendes (Coritiba); Paulo Baier, Marcinho (Atlético).
Cartões vermelhos: Guerrón (Atlético).
Gols: Éverton Ribeiro, 2’/1ºT (1-0); Paulo Baier, 43’/1ºT (1-1); Lincoln, 14’/2ºT (2-1); Zezinho, 29’/2ºT (2-2); Roberto, 30’/2ºT (3-2); Renan Oliveira, 47’/2ºT (4-2).
Público pagante: 18.572.
Público total: 20.896.
Renda: R$ 343.780,00.

Coritiba: Vanderlei; Jonas, Emerson, Demerson e Lucas Mendes; Júnior Urso, Tcheco (Djair), Rafinha (Renan Oliveira) e Éverton Ribeiro; Roberto e Anderson Aquino (Lincoln).

Técnico: Marcelo Oliveira.

Atlético: Vinícius; Gabriel Marques, Manoel, Bruno Costa e Héracles (Ligüera); Deivid (Renan Foguinho), Paulo Baier e Ricardinho (Zezinho); Guerrón, Marcinho e Edigar Júnio.

Técnico: Juan Carrasco.