O Coxa tirou o pijama e finalmente acabou com a pressão de vencer fora de casa. Na vitória deste domingo sobre o América-MG, por 3 a 1, o atacante Marcos Aurélio passou de alvo de polêmica para principal entusiasta do novo começo que o Alviverde quer escrever no Brasileirão.

O Coritiba é o 11º colocado com 17 pontos e recebe o Palmeiras na quarta-feira (03), esperando ter ao menos um pouco da inspiração que apresentou na goleada por 6 a 0 no time de Felipão, ainda pelas quartas de final da Copa do Brasil. “Nós sabemos que será um jogo difícil. Se trata de Palmeiras, uma excelente equipe. Nós que temos que ditar o ritmo de jogo e jogar de igual para igual com o Palmeiras, lógico, tendo cautela e sabendo jogar em casa”, avisa o atacante Marcos Aurélio, vice-artilheiro da equipe no Brasileiro, com quatro gols.

E se depender do número de finalizações, o jogo deve ser marcado pelo equilíbrio. Coxa e Palmeiras são, respectivamente, o segundo e terceiro colocado no número de finalizações por jogo, cerca de 15 por jogo. A pontaria do Coritiba pode ser o fator surpresa: só na partida contra o Coelho, na última rodada, o Coritiba arrematou sete vezes e fez três gols.

Com o segundo ataque mais potente do Brasileiro, com 24 gols, quatro a frente do Palmeiras, o Verdão Paranaense quer recuperar a boa fase no Couto Pereira, manchada pela goleada sofrida para o São Paulo na 12ª rodada. E os números do time de Felipão como visitante ajudam, já que das sete vitórias conquistadas no campeonato, o clube paulista só venceu uma longe de casa, contra o Figueirense.