O jogo não foi fácil, mas valeu pelo resultado final. O Coritiba lutou até o fim e com gol de Emerson venceu o Caxias por 1 a 0, no Rio Grande do Sul. Além de se classificar para as quartas de final da Copa do Brasil, onde encara o Palmeiras, o Verdão quebrou o recorde do Palmeiras de 1996 e chegou a 22 vitórias consecutivas, maior sequência de vitórias seguidas da história do futebol brasileiro.

Caxias assusta o Coritiba

Precisando do resultado e empurrado pela torcida, o Caxias começou melhor no jogo e durante os primeiros 20 minutos atacou mais que o Coritiba. No entanto, era o Verdão quem criava as chances mais perigosas de gol. Aos 6 minutos, após cobrança de falta, o goleiro afastou mal e Davi bateu de longe, mas Lima tirou embaixo do gol. Aos 14, Léo Gago cobrou falta na cabeça de Leonardo, mas Matheus fez uma grande defesa.

Após os 20 minutos, o Coritiba equilibrou as ações e o jogo ficou bom para os dois lados. Aos 21, Cleiton cabeceu com perigo por cima do gol adversário. Até que, aos 27 minutos, Éverton recebeu na esquerda e bateu com categoria para o fundo das redes, mas o gol do Caxias foi anulado porque o atleta gaúcho estava impedido. E, apesar de movimentado até o fim, o primeiro tempo terminou mesmo em 0 a 0.

Zagueiro-artilheiro faz a diferença

A etapa final começou com o mesmo equilíbrio do primeiro tempo. Aos 7 minutos, Pedro Henrique bateu da entrada da área e a bola foi à esquerda do gol alviverde. Aos 9, Léo Gago soltou uma bomba de fora da área e Matheus fez boa defesa. O Coritiba tocava melhor a bola, mas era o time da casa quem atacava com mais vontade. Aos 13, no entanto, Leonardo ficou na cara de Matheus, mas bateu em cima do goleiro adversário.

Até que, aos 27 minutos, Rafinha cobrou falta direto para a área, Emerson subiu sozinho e cabeceou no canto direito de Matheus: 1 a 0 Coritiba. Aos 32 minutos, o árbitro não marcou um pênalti claro em cima de Jonas, mas a essa altura, o Verdão já tinha domínio da partida. Aí restou ao time alviverde apenas administrar a vitória magra e a classificação até o apito final.