Ouça o áudio

Truncado, como todo bom clássico, o Atletiba deste domingo coroou uma campanha impecável do time do Alto da Glória. Com um jogador a mais, o Verdão demorou, mas conseguiu encontrar o caminho do gol, bateu o Atlético por 3 a 0 e é Campeão Paranaense com uma rodada de antecedência. Sem perder em 2011, o time de Marcelo Oliveira iguala a marca histórica do Palmeiras, que também tem o recorde de 21 vitórias consecutivas.

Jogo pegado
O nervosismo que envolve o clássico Atletiba se mostrou já nos primeiros minutos de partida. Expulso depois de agressão, Manoel deixou o Furacão com dez em campo, no começo do jogo. O excesso de faltas dificultou a vida dos atacantes, que não conseguiam chegar com perigo e deram pouco trabalho aos goleiros.

A sorte do Coxa, que não conseguia aproveitar a vantagem numérica, começou a mudar com a estrela de Bill. Foram dele os dois gols do Verdão na primeira etapa, em um momento que o Atlético saia mais pro jogo. No primeiro, o atacante aproveitou o rebote e, bem posicionado, só empurrou pro fundo das redes. Já no segundo, o vice-artilheiro teve visão de jogo, percebeu Renan adiantado e ampliou para o Alviverde.

Atlético parte pra cima e Coxa administra
Sabendo que só a vitória interessava, o Rubro-negro voltou mais ofensivo para o segundo tempo e dominava as ações ofensivas do jogo. As chances mais claras, porém, partiam do Coxa, que tranquilizou o jogo e passou a valorizar mais a posse de bola.

A partida seguia disputada, mas os dois times não tinham eficiência para concluir as jogadas em gol. O Atlético partiu para o tudo ou nada e abria espaço para as chegadas de contra ataque do Verdão. A zaga teve trabalho, mas a vitória parecia certa e o Alviverde passou a cadenciar o jogo e deixar o tempo correr. Ainda assim, Leonardo teve tempo para fazer um golaço em plena Arena da Baixada e confirmar o título paranaense de 2011.

Confira o compacto do jogo no ícone acima