Ouça o áudio

Clássico é decidido em detalhes. A frase é clichê, mas se encaixa perfeitamente no Atletiba deste sábado, disputado em um Couto Pereira lotado. O Verdão foi melhor em quase toda a partida e abriu o placar logo no primeiro tempo, com gol de Emerson, de cabeça, após cobrança de escanteio de Marcos Aurélio.

E justamente quando o Coxa se aproximava do segundo gol, o Atlético foi lá e empatou o clássico, com gol de Edílson, de falta. E o placar não saiu do 1 a 1, empate melhor para o Furacão, que chega a 18 pontos e encosta no Grêmio, primeiro time fora da zona do rebaixamento, enquanto o Verdão fica na 8ª colocação.

Na primeira rodada do segundo turno, o Atlético recebe o Atlético-MG, quarta feira que vem, na Arena da Baixada. Já o Verdão vai até Goiânia enfrentar o Atlético-GO, também na quarta-feira. As duas partidas acontecem às 20h30, com transmissão da Banda B.

Coritiba joga melhor e abre o placar no primeiro tempo

Empurrado pela força de sua torcida, o Coritiba começou melhor no jogo, indo pra cima do Atlético, que se defendia bem e apostava nos contra-ataques. Aos 19 minutos, Léo Gago soltou uma bomba e Renan Rocha fez grande defesa. Aos 22, Lucas Mendes cabeceou e Deivid tirou quase em cima da linha, evitando o primeiro gol coxa-branca.

Mas o Verdão era melhor em campo e abriu o placar logo aos 23 minutos. Marcos Aurélio cobrou escanteio, a zaga atleticana não subiu, e Emerson cabeceou firme, sem chance para Renan Rocha: 1 a 0 Coritiba. Aos 33, uma boa jogada de ataque para o Furacão: Marcinho arrancou pela direita, mas a bola acabou ficando com Edson Bastos. Aos 40, Tcheco cobrou falta, Emerson cabeceou e Renan Rocha evitou o segundo gol do Coxa.

Aos 41 minutos, Madson cruzou rasteiro para Edigar Junio, que ia marcando o gol de empate do Atlético, mas a zaga alviverde conseguiu afastar o perigo. Um minuto depois, Renato Gaúcho foi expulso de campo por reclamar demais com a arbitragem de Héber Roberto Lopes. Com superioridade do Coritiba, a etapa final terminou com vitória coxa-branca por 1 a 0.

Verdão segue melhor em campo, mas é o Atlético quem balança as redes

A etapa final também começou movimentada, novamente com o Coritiba melhor em campo. Aos 6 minutos, Rafinha driblou Deivid, mas bateu fraco demais, direto pela linha de fundo. Um minuto depois, Madson puxou rápido contra-ataque, mas acabou desarmado antes de finalizar. Aos 11, Marcos Aurélio bateu escanteio e Emerson quase marcou mais um gol de cabeça.

Aos 14 minutos, novamente Marcos Aurélio cobrou escanteio e o goleiro Renan Rocha espalmou, evitando um gol olímpico da equipe coxa-branca. O Atlético só se defendia e não conseguia criar boas jogadas de ataque, enquanto o time da casa dominava a partida. Mesmo atacando pouco, foi o Furacão quem balançou as redes, aos 23 minutos. Edílson cobrou falta, a bola quicou no gramado e enganou Edson Bastos: 1 a 1.

E aí o clássico pegou fogo nos minutos finais, o Coritiba pressionava e o Atlético se segurava bem, satisfeito com o empate. Aos 37 minutos, Lucas Mendes bateu com categoria e a bola passou arrancando tinta da trave rubro-negra. Mas apesar das tentativas alviverdes, o jogo não saiu do 1 a 1. O Furacão segue sem vencer o rival há três anos, mas fica cada vez mais perto de deixar a zona do rebaixamento do Brasileirão. Já o Coxa sobe uma posição e agora é o 8º colocado.