O Coxa vai dar todo o suporte para os familiares do atacante Roger, de 21 anos, encontrado morto na noite do último domingo em Guarulhos-SP. No início da tarde desta segunda-feira, o clube enviou a psicóloga e a assistente social do clube, a Bandeirantes, onde vive a família do jogador, que pertence ao Coritiba e estava emprestado ao Botafogo-SP. O advogado do clube também seguiu para São Paulo em companhia do irmão do atacante, André, para acertar os detalhes do translado do corpo do jogador.

Roger teria chegado a um motel por volta das 17h e teve seu corpo encontrado só à noite por uma das camareiras do local. As circunstâncias da morte ainda não foram apuradas e o Coritiba aguarda os resultados do IML de São Paulo. O enterro ainda não tem data, mas deve acontecer em Bandeirantes, segundo familiares. Um luto de três dias foi decretado pela diretoria do Coxa.

Roger deu início à sua carreira no Verdão em 2005, ainda no time juvenil, seguindo para as equipes juvenil e juniores. Em 2008, o atacante fez sua estreia no grupo profissional e em 2011 foi emprestado ao Botafogo de Ribeirão Preto, junto com Dirceu, Demerson, João Henrique e Wanderson.