Por Guilherme Coimbra com informações de Felipe Dutra

Eduardo da Silva pode ser relacionado para o clássico contra o Tricolor (Divulgação/Atlético)

Confirmado com a equipe principal para o clássico diante do Paraná, na próxima quarta-feira (29), o Atlético tem três dúvidas para o duelo. Com problemas físicos, o meia Carlos Alberto e os atacantes Pablo e Grafite ainda não contam com presença confirmada para a partida na Vila Capanema. Dos três, Carlos Alberto já é ausência certa. Se recuperando de lesão, o meio-campista iniciará o processo de transição somente nesta semana. Em contrapartida, o atacante Eduardo da Silva pode ser relacionado para fazer sua estreia com a camisa rubro-negra.

Comandante da equipe no empate do último sábado (25), contra o Cianorte, na Arena da Baixada, o auxiliar técnico Bruno Pivetti pontuou a situação dos três atletas, comemorou a recuperação de Carlos Alberto, mas já descartou a presença do jogador no clássico de quarta-feira. “O Carlos [Alberto] fez um procedimento semana passada, já diminuiu bastante a dor. Provavelmente ele já começa nesta semana a fazer a transição do departamento médico para o campo. O Grafite foi diagnosticado com uma lesão muscular e o Pablo sofreu uma entrada duríssima no jogo contra o JMalucelli e está se recuperando bem”, declarou em entrevista coletiva.

Com pouquíssimas chances de estar em campo no clássico, o atacante Grafite também segue dependendo de aval do departamento médico. O jogador teve lesão diagnosticada após o empate com o JMalucelli, na última quarta-feira (22), e ainda aguarda uma definição nas vésperas da partida contra o Tricolor. Já Pablo apresenta uma situação mais esperançosa, mas ainda não tem presença confirmada.

Entre as ausências, uma boa notícia. Ainda em processo de transição, o atacante Eduardo da Silva pode estar à disposição da comissão técnica para enfrentar o Paraná e deve pintar como opção para o banco de reservas. Bruno Pivetti confirmou a equipe principal na partida e considerou a necessidade da exposição dos jogadores em situação de jogo.

O Eduardo [da Silva] vem evoluindo bem, fez um ultrassom no meio da semana e ainda está com resquício de edema muscular, por isso resolvemos preservá-lo em relação a esse jogo [contra o Cianorte]”, disse Pivetti. Tudo faz parte do planejamento. Como não vamos ter a rodada da Libertadores, nós conseguimos colocar o elenco principal, sem que eles corram riscos de eventuais lesões. Eles precisam de minutagem, como eu disse na coletiva do jogo contra o JMalucelli. Também precisam ser expostos de maneira coletiva e nada melhor que um jogo para podermos aperfeiçoar aquilo que temos de necessidade em termos de equipe”, complementou.

Para a vaga de Carlos Alberto, Felipe Gedoz deve ser mantido no meio-campo, enquanto Crysan e Luis Henrique podem aparecer como opções no caso das ausências de Pablo e Grafite. Com o time titular, o Atlético encara o Tricolor nesta quarta-feira (29), às 21h45, na Vila Capanema, em duelo válido pela última rodada do Campeonato Paranaense.