Estadão

Revezamento do Brasil terminou em segundo lugar. (Francisco Medeiros/Brasil 2016)

Revezamento do Brasil terminou em segundo lugar. (Francisco Medeiros/Brasil 2016)

Depois de brilharem em provas individuais no domingo, Petrucio Ferreira dos Santos e Yohansson Nascimento subiram ao pódio no estádio Olímpico, no revezamento 4×100 metros, na classe T42-T47 (amputados), pela Paralimpíada do Rio de Janeiro. Alan Fonteles e Renato Cruz completaram a equipe do Brasil.

O quarteto cruzou a linha de chegada com o tempo de 42s04, na terceira colocação. Porém, ficou com a medalha de prata porque os velocistas norte-americanos foram desclassificados por terem invadido uma raia vizinha. Eles ainda podem recorrer da decisão. A Alemanha conquistou o ouro, com a marca de 40s82, e os japoneses faturaram o bronze, com 44s16.

No domingo, Petrucio e Yohansson se destacaram na prova dos 100 metros, na classe T47. O primeiro voltou a bater o recorde mundial, como fizera nas eliminatórias de sábado, e levou o ouro Yohansson obteve o bronze, garantindo a dobradinha brasileira no pódio, diante da festa da torcida presente no Engenhão.