O técnico Adilson Batista surpreendeu ao escalar o goleiro Márcio e deixar Renan Rocha no banco, além de ter armado o Furacão com dois atacantes, como a torcida esperava. Mas nem as mudanças fizeram o Atlético vencer seu primeiro jogo no Brasileirão. O rubro-negro fez um péssimo primeiro tempo e Rafael Santos ainda fez um gol contra bizarro, dando a vantagem ao Grêmio.

O Furacão melhorou bastante na etapa final, a torcida deixou de vaiar o time e jogou a favor da equipe, mas apesar da pressão, o Atlético não conseguiu balançar as redes adversárias. E graças à lambança de Rafael Santos, perde por 1 a 0 para o Grêmio, em plena Arena da Baixada, e está na zona do rebaixamento do campeonato.

Lambança de Rafael Santos prejudica o Atlético

Empurrado pela torcida, o Atlético foi pra cima do Grêmio logo nos primeiros minutos da partida. Aos 3 minutos,Paulinho cruzou na medida para Marcelo Oliveira, que se atrapalhou e chutou para fora perdendo grande chance de abrir o placar. Aos 7,Cléber Santana puxou para o meio e chutou bem, mas a bola bateu na zaga gremista. O tricolor gaúcho finalizou pela primeira vez aos 9 minutos, em bom chute de FábioRochemback que obrigou Márcio a fazer grande defesa.

Até que, aos 12 minutos, Rafael Santos protagonizou um lance bizarro na Arena da Baixada. O zagueiro foi recuar a bola para Márcio, mas bateu forte demais, sem chance para o goleiro, e marcou um gol contra: 1 a 0 Grêmio. Após sair na frente, o time gaúcho cadenciava o jogo e não dava espaços para o Atlético atacar. A torcida estava impaciente com o time e vaiava toda vez que Rafael Santos tocava na bola.

Aos 37 minutos, Junior Viçosa soltou uma bomba de longa distância e Márcio fez grande defesa. Neste momento, a torcida atleticana pedia a entrada de Branquinho, já que o time não conseguia assustar o goleiro Victor e ainda via o Grêmio atacar com perigo. E com o tricolor gaúcho dominando a partida, o primeiro tempo terminou em 1 a 0 para o Grêmio, com uma verdadeira lambança de Rafael Santos.

Pressão atleticana, mas que não resultou em gols

A etapa final começou movimentada, com o Atlético pressionando o adversário. Aos 3 minutos, Paulo Baier cobrou escanteio e Rafael Santos cabeceou arrancando tinta da trave gremista. Aos 6 minutos, enorme bate rebate na área gaúcha, Paulinho cabeceou e Victor espalmou muito bem. A entrada de Branquinho deu outra movimentação ao Atlético, que melhorou bastante na partida. Aos 9, quase o segundo gol gaúcho:Neuton passou por Marcio e a bola sobrou com Júnior Viçosa, que mandou por cima do gol.

Aos 14 minutos,Manoel cruzou para cabeçada de Nieto e Victor fez excelente defesa. Aos 19, Madson (que havia acabado de entrar no lugar de Paulo Baier) cobrou falta e Manoel, da pequena área, bateu por cima do gol. Aos 25,Branquinho fez grande jogada dentro da área e Victor fez um milagre defendendo com o pé esquerdo. O tempo passava e o Furacão seguia melhor em campo e buscando o empate. Aos 28, Madson chutou com categoria, mas a bola foi pela linha de fundo.

Aos 31, Madson cobrou falta por cima da meta adversária. Dois minutos depois, após cruzamento na área, Nieto cabeceou no canto e Victor fez uma defesa espetacular. Até o fim do jogo, o Furacão seguiu dominando a partida e o goleiro gremista ia se destacando, fazendo grandes defesas. Apesar das tentativas atleticanas, foi o Grêmio quem saiu vitorioso pelo placar de 1 a 0. O rubro-negro ainda não venceu neste Brasileiro, foram duas partidas e duas derrotas.