Everton goleou o time de Pep Guardiola (Divulgação/Everton FC)

O Everton não tomou conhecimento do Manchester City neste domingo (15) e goleou com facilidade por 4 a 0, em casa. Com um futebol objetivo e aproveitando bem as oportunidades que teve, o time de Liverpool passou como quis pelo poderoso adversário comandado por Pep Guardiola e se aproximou da briga por vagas em torneios europeus no Campeonato Inglês.

O resultado deste domingo levou o Everton a 33 pontos, em sétimo, a nove do City, justamente o último classificado para a Liga Europa no momento. A equipe agora se prepara para o confronto diante do Crystal Palace, sábado que vem, fora de casa Já o time de Guardiola, quinto lugar, receberá o vice-líder Tottenham, também no sábado.

Apesar do resultado, quem começou pressionando neste domingo foi o City. O time visitante ficava mais com a posse de bola, mas sofria com a marcação do adversário. Ainda assim, assustou pela primeira vez aos 27 minutos, quando David Silva foi lançado sozinho na área e Robles saiu bem para abafar.

Mas a resposta do Everton foi fatal e veio aos 33 minutos. Davies roubou a bola no meio de campo e encontrou Mirallas pela direita. O belga avançou em velocidade e rolou para o meio da área, onde Lukaku apareceu sozinho para finalizar para a rede.

O City, então, voltou ao ataque e viu Sagna quase marcar de cabeça aos 47. Mas logo com um minuto do segundo tempo, o Everton jogou um balde de água fria no adversário. Touré perdeu no meio e Lukaku tentou tocar para Mirallas. No primeiro momento, a defesa conseguiu afastar, mas a sobra ficou com Barkley. Aí sim, ele conseguiu encontrar o belga, que bateu cruzado, sem chance para Bravo.

Foi o suficiente para acabar com o embalo do City, que já não conseguia mais pressionar. Por outro lado, o Everton seguia apertando a marcação sobre o rival no meio de campo, e foi assim que chegou ao terceiro gol. Um dos melhores em campo, Davies arrancou da defesa, passou por dois marcadores e tabelou com Barkley. De frente para Bravo, então, tocou por baixo da bola, por cobertura, marcando lindo gol.

Atordoado, o City ainda levaria o quarto gol nos acréscimos, e novamente em uma falha no sistema defensivo. Stones errou ao tentar afastar, a bola bateu em Coleman e ficou limpa para Lookman, que teve tempo de dominar e bater cruzado, entre as pernas de Bravo.