Follmann foi o último sobrevivente a chegar em Chapecó. (Reprodução/Instragram)

Um dos sobreviventes da tragédia da Chapecoense, o goleiro Jackson Follmann desembarcou em Chapecó, no oeste de Santa Catarina, no início da tarde deste sábado. O jogador estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde que voltou ao Brasil na madrugada de terça-feira.

Em São Paulo, Follmann foi submetido a uma cirurgia na coluna. Apresentando boa recuperação, foi transferido para Chapecó neste sábado. Após desembarcar no aeroporto Serafin Enoss Bertaso, o goleiro entrou em uma ambulância para ser deslocado diretamente para o Hospital Unimed, onde já estão internados o zagueiro Neto e o jornalista Rafael Henzel. Na sexta-feira, o lateral Alan Ruschel recebeu alta no mesmo hospital.

Follmann foi recebido com aplausos e gritos da torcida tanto no aeroporto quanto na entrada do hospital. Os fãs gritavam o nome do jogador e da Chapecoense. Emocionado, ele agradeceu com acenos da maca.

Goleiro reserva da Chapecoense, Follmann precisou amputar parte da perna direita ainda na Colômbia, poucos dias depois do acidente aéreo que causou a morte de 71 pessoas. Ele foi um dos seis sobreviventes da tragédia ocorrida no dia 29 de novembro, nas proximidades da cidade de Medellín.