O brasileiro Cesar Cielo venceu os 50 m borboleta nesta segunda-feira e conquistou a sua primeira medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos de Xangai. Após cravar 23s10, Cielo não segurou a emoção e chorou muito. Envolvido em um caso de doping no último mês, o brasileiro enfrentou uma forte pressão antes de se livrar de uma suspensão na última quinta-feira.

Do Portal Terra
Cesar Cielo se emocinou ao ganhar o Ouro

Os australianos Matthew Targett(23s28) e Geoff Huegill (23s35) ficaram respectivamente com a segunda e terceira posições na disputa dos 50 m borboleta. Grande rival de Cielo, o francês Frederick Bousquet foi apenas o quarto colocado.

Mesmo nadando em uma prova que não é sua especialidade, Cielo teve total domínio dos 50 m borboleta em Xangai. Tanto nas eliminatórias (com 23s26) quanto na semifinal (com 23s190), o brasileiro fez a melhor marca de sua bateria.

Na prova desta segunda-feira, Cielo mostrou um grande desempenho e faturou sua terceira medalha em mundiais – em Roma, em 2009, venceu os 50 m livre e os 100 m livre.

Além disso, esta é a segunda medalha de ouro do Brasil no Mundial de Xangai. Antes Ana Marcela Cunha já havia chegado ao lugar mais alto do pódio ao vencer a prova dos 25 km nas maratonas aquáticas.

Cielo volta às piscinas na próxima quarta-feira para iniciar a defesa de seu título mundial nos 100 m livre. As preliminares estão marcadas para começar a partir das 9h local (22h da terça-feira em Brasília), e as semifinais acontecem no mesmo dia, a partir das 18h local (7h de Brasília). Caso confirme as expectativas e passe pelas duas eliminatórias, Cielo nada a decisão na quinta-feira.

Recém-saído de uma polêmica de doping que durou 21 dias – de 1º de julho até a última quarta-feira, quando a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) o considerou inocente e o liberou para disputar o Mundial – o atleta também nadará em Xangai os 50 m livre (prova da qual é campeão mundial e olímpico) e, provavelmente, o revezamento 4×100 m medley, evento que fecha a competição.