do site terra.com
Cielo ganha as duas primeiras medalhas de ouro no Pan. Ainda buscará mais três

Cielo Cesar começou a busca pelas cinco medalhas de ouro no Pan-Americano de Guadalajara, no México, vencendo até com certa facilidade os 100 m livre, com o tempo de 47s84. De quebra, bateu o próprio recorde do campeonato, que já era dele.

“É um ano que vai ficar marcado na minha vida, com altos e baixos. O tempo que eu fiz nesta altitude só mostra que consegui me recuperar depois de ter tomado um golpe no meio do ano. Estava meio tonto, ainda, mas recuperei as forças para nadar bem. Estou contente por ter nadado essa prova bem de novo”, disse o velocista, se referindo ao episódio de ter sido advertido por ser flagrado no antidoping, em julho, e, depois, não ter subido ao pódio nos 100 m livre no Mundial de Xangai, um mês depois (ele defendia o título na distância).

O nadador, recordista e medalhista olímpico e mundial, dos 100 m livre, que se classificou pela manhã, com o melhor tempo e no início da noite confirmou o ouro, ainda tinha o compromisso de entrar na piscina para defender o Brasil no revezamento 4×100 m livre. E veio A segundo medalha dourada.

Ouro também no revezamento

A equipe formada pelos velocistas Bruno Fratus, Nicholas Santos e Nicholas Oliveira, além de Cielo, tinha a equipe norte americana como o a maior rival. Mas com uma atuação impecável o quarteto conquistou mais um ouro para o Brasil. O segundo de Cielo (que busca ainda o posto mais alto do pódio nas provas de 50 m livre e borboleta, e no revezamento 4×100 medley).

“O Fratus não nadou tão bem hoje (domingo) cedo, e os Nicholas (Santos e Oliveira) estão se preparando para uma competição no fim do ano. Acho que a energia de dividir com os amigos a responsabilidade ajudou e foi um “tempaço” mesmo, estou muito feliz com este revezamento. É empolgante ganhar com os amigos”, analisou o nadador, logo depois da prova, enquanto demonstrava muito cansaço.

do site terra.com
O revezamento 4×100 m foi ouro, com direito a record do campeonato

Mais uma medalha de ouro nos 100 m peito

E o domingo dourado da natação brasileira ainda traria mais uma medalha de ouro e outra de prata. As conquistas vieram na dobradinha dos 100 m peito, com Felipe França em primeiro e Felipe Lima em segundo.

do site terra.com
Nos 100m peito ouro com Henrique França e prata com Henrique Lima.