Arena Corinthians recebeu a seleção na abertura da Copa de 2014. (Divulgação)

A CBF anunciou nesta quarta-feira que a Arena Corinthians será o palco do duelo entre Brasil e Paraguai, agendado para o final de março. Assim, o estádio do Corinthians vai receber a primeira partida da seleção como mandante em 2017 pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018.

A confirmação do Itaquerão como palco do duelo entre as seleções de Brasil e Paraguai, válido pela 14ª rodada do torneio classificatório, representa para Tite um retorno ao estádio do Corinthians, time que ele deixou durante o último ano para assumir o comando da equipe nacional.

Desde então, o Brasil venceu todos os seis jogos que disputou sob o comando do treinador. E esse desempenho colocou a seleção na liderança no torneio classificatório, com 27 pontos somados em 12 partidas, desempenho que praticamente deixa a equipe classificada à Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

O jogo entre Brasil e Paraguai está agendado para 28 de março. Cinco dias antes, a seleção vai encarar o Uruguai, fora de casa, no duelo que envolverá os dois primeiros colocados do torneio classificatório da Conmebol.

Construído para ser um dos palcos da Copa do Mundo de 2014, o Itaquerão recebeu a seleção brasileira no jogo de abertura da competição, a vitória por 3 a 1 sobre a Croácia. No ano passado, a seleção brasileira olímpica também atuou no estádio, no triunfo por 2 a 0 sobre a Colômbia, pelas quartas de final dos Jogos do Rio.

Antes desses compromissos com Uruguai e Paraguai, o Brasil fará um amistoso no próximo dia 25 contra a Colômbia, no Engenhão, no Rio. O duelo terá a renda revertida para os familiares das vítimas da tragédia aérea da Chapecoense. Mas como o jogo ocorrerá fora das datas reservadas pela Fifa para compromissos internacionais, Tite só vai convocar jogadores que atuam no Brasil – a lista será anunciada nesta quinta-feira.

Em 2017, o Brasil fará mais dois jogos como mandante pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Os duelos vão ser diante do Equador, no fim de agosto, e do Chile, em outubro. Os locais desses compromissos ainda não foram determinados e divulgados pela CBF.