O meia Bruninho terá que passar por uma cirurgia no joelho direito depois de romper o ligamento cruzado anterior em um treinamento feito na última terça-feira (15). O tempo de recuperação do atleta, segundo o departamento médico do Paraná, é de quatro a seis meses. “Infelizmente isso aconteceu mais uma vez. Sei que não será um período fácil, mas já mostrei que posso passar por cima dessa situação e vou fazer isso novamente”, acredita o jogador, que promete empenho para voltar o mais rapidamente possível aos gramados.

O jogador, que iniciou os trabalhos de fisioterapia logo após a lesão, deve passar pela cirurgia ainda nesta semana, quando o joelho não estiver tão inchado. “O médico me avisou que esse é o procedimento normal, então vou continuar a fisioterapia e aguardar a liberação para a cirurgia”, explicou Bruninho, confirmando que aguardou o resultado da ressonância magnética porque acreditava que a torção não fosse grave.

Chateado com o diagnóstico, Bruninho conta que teve o mesmo problema no ano passado, mas que, de novo, irá dar a volta por cima para fazer boas apresentações pelo Paraná. “Eu sei que ainda estou devendo, mas espero voltar no Brasileiro da Série B e ajudar a equipe a conquistar a ascensão”, finalizou.

Cuidados na recuperação
A fisioterapeuta Karina Manfron, do Instituto do Joelho e Ombro, explica que essa lesão é a mais temida pelos atletas, justamente devido à recuperação mais demorada. “Geralmente com quatro meses os atletas já iniciam trabalhos leves com bola. Mas é importante ressaltar que isso vai depender do médico e da recuperação de cada atleta, já que é um tratamento que exige dedicação e disciplina”, destacou.

A especialista esclarece que a volta também depende do médico e da vontade do atleta. “Inicia-se com orientações ao atleta sobre marcha, uso do gelo (crioterapia), necessidade de ganhar amplitude de movimento do joelho (flexão e extensão), necessidade do reforço muscular, treinos proprioceptivos e assim por diante, não esquecendo que a fisioterapia é diária e requer um trabalho em conjunto: atleta – departamento médico”, explicou a fisioterapeuta.