A triatleta Pâmela Oliveira foi muito bem nas provas de natação e de ciclismo, chegando até a liderar em alguns momentos. Mas na hora da corrida, a brasileira sentiu o casaço e sofreu com cãimbras e desitração. Mesmo assim, a atleta conquistou a medalha de bronze no triatlo, desabando assim que ultrapassou a linha de chegada e precisando receber atendimento médico.

“A última parte da corrida foi muito dura. Na chegada, achei que ia desabar direto, mas consegui gritar. Foi um grito de desabafo, de alegria. Grito para quem duvidou, para quem torceu. Estava exausta, mas muito feliz”, afirmou a triatleta, muito feliz com a medalha de bronze após tanto esforço para completar a prova.

Pâmela ficou um bom tempo deitada, descansando e repondo os líquidos perdidos, mas continua com dores por todo o corpo. “Fiquei na recuperação. Senti náuseas, tonteira. Tive que ficar deitada. É a reação normal do corpo. Mas ainda estou cheia de dor. Não estou conseguindo ficar em pé”, explicou Pâmela, que passa bem, mas ainda precisa repousar.