Lá se vão 35 anos desde a última edição da Copa Roca, troféu que era disputado em dois jogos entre Brasil e Argentina. Oduelo será reeditado este ano no Superclássico da Américas. Nos dias 14 e 28 de setembro, a Seleção terá a chance de manter o título em casa, repetindo a conqusta de1976.

Assim como em 2011, em que a primeira partida do Superclássico das Américas será disputada na Argentina, em 1976 foi o Estádio Monumental de Nuñez que serviu de palco para o jogo.

No dia 27 de fevereiro, diante de 35 mil pessoas, Lula e Zico fizeram os gols da vitória brasileira. Mario Kempes descontou, o placar ficou em 2 a 1 e vantagem para a partida seguinte ficou com o Brasil.

Quase três meses depois, mais precisamente no dia 19 de maio, foi a vez dos hermanos virem ao Brasil para jogar. No Maracanã, 42.614 pessoas viram Lula novamente abrir o placar e Neca definir o resultado. Um 2a 0 que garantiu à Seleção o título de campão da Taça do Atlântico e Copa Roca.

O técnico Mano Menezes convocou vários novatos para a partida diante da Argentina. Como os confrontos não são uma data FIFA apenas jogadores que atuam no Brasil puderam ser convocados. Entre os estreantes com a camisa da seleção estão Rafael (Santos), Bruno Cortês (Botafogo), Rômulo (Vasco), Paulinho (Corinthians) e Renato Abreu (Flamengo), entre outros que ganham a primeira chance no grupo do treinador.