Brasil e Argentina fizeram um jogo devagar no primeiro tempo, mas corrido no segundo.Assim foi a estreia das duas seleções nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, queaconteceu nesta quarta-feira, no Estádio Omnilife. A partida terminou empatada em 1 a 1.

O primeiro tempo não foi muito animador. Brasil e Argentina mais se estudaram do quetiveram chances de gol. As duas melhores oportunidades da Seleção saíram dos pés deLucas Patinho e Felipe Anderson. Os dois arriscaram chutes de fora da área. Césartambém não teve muito trabalho debaixo do gol brasileiro. Na única oportunidade maisclara dos argentinos, o atacante chutou para fora.

Até os 20 minutos, o segundo tempo parecia que seguiria o mesmo caminho do primeiro. Masfoi aí que as substituições do técnico Ney Franco deram certo. Cidinho, que haviaentrado pouco tempo antes, recebeu passe de Misael, que se livrou do marcador e tocoucom perfeição para Henrique. O camisa 9 brasileiro não perdoou: 1 a 0.

O gol pareceu acordar os dois times. A Argentina saiu para o ataque para tentar oempate, enquanto que o Brasil passou a aproveitar o espaço dado para explorar oscontra-golpes. Os argentinos conseguiram chegar ao gol de empate com Araujo, aos 29minutos, e deram números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA:
BRASIL 1 X 1 ARGENTINA

Data: 19/10/2011
Horário: 20h00 (de Brasília)
Local: Estádio Omnilife, Guadalajara (MEX)
Árbitro: Omar Andres Ponce (EQU)
Cartões amarelos: Romário e Luccas Claro (BRA); Kruspzky e Ferreyra (ARG)
Cartões Vermelhos: Romário (BRA), aos 40 minutos 2º tempo e Araujo (ARG), aos 40 minutosdo 2º tempo
Gols: Henrique (BRA), aos 20 minutos 1º tempo (1-0) e Araujo (ARG), aos 29 minutos do 2ºtempo (1-1)

BRASIL: Cesar, Madson, Luccas Claro, Romário e Henrique Miranda; Lucas Zen, Misael,Felipe Anderson (Rodrigo Santos) e Lucas Patinho (Felipe Amorim); Henrique e Rafael.
Técnico: Ney Franco

ARGENTINA: Andrada, Pezzella, Kruspzky, Cirigliano (Villafañez), Gonzalez, Laba,
Ferreyra, Luque (Ruiz), Hoyos (Fragapane), Araujo e Martinez.
Técnico: Walter Perazzo