Sob forte emoção, a pernambucana Yane Marques conquistou hoje (12) o bronze olímpico inédito no pentatlo moderno. O esporte tradicional nas Olimpíadas, criado em 1912, é dividido em cinco modalidades. Yane Marques enfrentou mais de dez horas de competição, conquistando o terceiro lugar com os resultados da esgrima, natação, hipismo e combinado (alternância de corrida e tiro esportivo).

Com o resultado inédito no pentatlo, o Brasil ganha mais uma posição e fica no 22º lugar no ranking de medalhas, com três de ouro, cinco de prata e nove de bronze.

Na natação, a brasileira concluiu os 200 metros livres em sexto lugar e somou 1.152 pontos no hipismo, ficando em 9º lugar na classificação geral. No combinado, Yane Marques dividiu a disputa com a líder da prova, Laura Asadauskaite, da Lituânia, nos primeiros metros de corrida.

A última etapa do pentatlo foi disputada em três voltas por um percurso de mil metros, que mesclava trechos em terra e grama em um terreno acidentado. Em cada volta, as atletas ainda tinham a disputa do tiro esportivo, com cinco chances de acerto.

Na primeira volta, a brasileira conseguiu liderar a prova por alguns segundos, mas foi ultrapassada pela lituana, que retomou a liderança e manteve a posição até o final da prova. A pernambucana Yane Marques ainda foi ultrapassada pela britânica Samantha Murray após a terceira disputa de tiro, ficando com o terceiro lugar até o final do combinado.

A atleta brasileira conquistou o ouro nos Jogos Panamericanos de 2007 e a prata nos Panamericanos de 2011.